Colabore com o blogue

A partilha de informações e novidades são uma óptima forma de conhecermos melhor o local onde vivemos. Se tiver interesse em colaborar com o blogue, por favor envie as suas mensagens para o nosso contacto.
Para conseguirmos ter o que comprámos, é dever de todos os vizinhos zelar pelo cumprimento do plano de urbanização do Casal de Vila Chã e a correcção de erros já detectados.

Acompanhe os comentários a Promessas por cumprir.

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Sugestão: 35.ª São Silvestre da Amadora

Realiza-se no próximo dia 31 de Dezembro, a partir das 18.00h, a 35.ª Corrida de São Silvestre da Amadora.

Esta prova (organizada pelo Desportivo Operário do Rangel) é uma das mais importantes provas do calendário do Atletismo nacional e internacional, sendo reconhecida internacionalmente pela IAAF (Federação Internacional de Atletismo), Federação Portuguesa de Atletismo e pela Associação de Atletismo de Lisboa.

A 35.ª São Silvestre da Amadora tem a distância de 10.000 mts., com Partida na Rua Elias Garcia e Chegada na Rua Manuel Ribeiro de Pavia (Freguesia da Venda Nova).

(...) conta com a presença de várias caras conhecidas, nomeadamente, Sara Moreira e Joseph Ebuya (Quénia), os principais favoritos.

Entre o lote de atletas presentes contam-se ainda Dulce Félix, vencedora da edição do ano passado, Mónica Rosa, Helena Sampaio e Marina Bastos. Nos homens José Moreira, campeão nacional dos 10 mil metros, José Rocha e Eduardo Mbengani são as principais figuras.

Nos atletas estrangeiros que irão correr destacam-se, no sector feminino Arusa Irina Sergeeva e Elizabeth Rumokol, enquanto nos homens outra das principais figuras internacionais, para lá de Ebuya será Kenneth Kiplimo (Quénia).

_____
Fonte:
Câmara Municipal da Amadora, 22-12-2009
RTP, 31-12-2009

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Falta de civismo ao efectuar estacionamento de viaturas em cima dos passeios II

Em meados deste mês, o vizinho Hugo Sousa enviou um e-mail para a Junta de Freguesia de São Brás a relatar e a solicitar medidas para o estacionamento abusivo na Rua António Lopes Ribeiro, traseiras da Avenida Carlos César.

Segue a resposta da Junta de Freguesia de São Brás:



____
Nota: e-mail enviado por Hugo Sousa


Mais informações em Falta de civismo ao efectuar estacionamento de viaturas em cima dos passeios

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

O Pai Natal já passou por Vila Chã

Não acredita? Mas é verdade. Os ecopontos já não estão "selados". É assim o espírito natalício de quem "governa" a nossa urbanização!

Não interessa, o importante é que os temos e que os podemos usar, mas não abusar. Os ecopontos têm limites e ninguém quer ver lixo a voar pela ruas e avenidas da nossa urbanização.

Vizinhos, votos de um Feliz Natal e que o novo ano nos traga os ecopontos da outra metade da urbanização.


Mais informações em:
Localização de ecopontos
Habemus ecopontos!

IMI: maioria dos municípios impõe taxa máxima em 2010

Os maiores municípios do País vão continuar a exigir que os seus moradores paguem IMI (imposto municipal sobre o património) pelos valores máximos permitidos por lei no próximo ano, refere o Jornal de Negócios de quinta-feira.

Entre as 23 autarquias com mais de 100 mil habitantes, onde reside praticamente metade da população portuguesa, 20 continuarão a cobrar uma taxa de 0,7% sobre o valor patrimonial tributário dos prédios mais "antigos" (que não foram reavaliados ou transaccionados desde 2004).

Segundo a mesma fonte, as excepções cabem à Amadora, Leiria e Vila Franca de Xira, que fixaram uma taxa ligeiramente inferior: de 0,68%. Para um prédio avaliado pelas Finanças em 30 mil euros, por exemplo, isto significa uma poupança de seis euros em relação aos 210 que teriam de pagar caso a autarquia cobrasse o máximo.

Já no caso dos imóveis que foram avaliados à luz das regras que vigoram desde 2004, as câmaras vão ser um pouco mais generosas.

Ao todo, entre as 23 maiores, cinco fizeram um pequeno desconto aos seus proprietários: Lisboa, Amadora, Oeiras, Vila Franca de Xira, Barcelos e Leiria fixaram taxas entre os 0,35% e os 0,38%, quando legalmente podiam ir até aos 0,4% sobre o valor patrimonial tributário dos imóveis, detalham os números do Negócios.

_____
Fonte: Diário Digital, 17-12-2009

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Sondagem: Qual das Freguesias, Mina ou São Brás, deveria integrar administrativamente a Urbanização Casal de Vila Chã?

Esta sondagem foi realizada aos leitores do blogue entre 18 de Outubro e 20 de Dezembro de 2009.



Mais informações em:
Sondagem: A urbanização deve estar dividida em duas freguesias?
Urbanização dividida

Parque Central: Novo espaço já é usufruído

As obras de requalificação do Parque Central, no coração da Amadora, estão a avançar a bom ritmo e, apesar de os 65 mil metros quadrados daquele espaço de lazer não estarem ainda concluídos, existem novas áreas que já atraem dezenas de pessoas. Até aqui aberta ao trânsito e ao estacionamento automóvel, a Rua dos Bombeiros Voluntários surge agora como uma grande área pedonal, fazendo a ligação entre o antigo polidesportivo e a zona do lago.

A antiga artéria deu lugar a uma alameda pedonal com 14 metros de largura, onde serão ainda plantadas romanzeiras, o símbolo da Amadora. O fecho desta artéria obriga ainda a um reordenamento do trânsito e dos sentidos de circulação naquela zona. (...)

O Parque Central está a ser transformado num parque temático que terá a água como assunto principal. "Um conceito que pretende fazer com que as pessoas passem a tarde naquele espaço, em vez de o utilizarem apenas como passagem", realçou Gabriel Oliveira, vereador responsável pelos espaços verdes, por altura da apresentação do projecto à comunidade. O actual lago do parque está a ser ampliado e a água devidamente tratada, possibilitando actividades como passeios de gaivotas, em jangadas ou em barcaças. Este espaço vai ter cerca de 2500 metros quadrados e assume-se como principal atracção.

Junto a este equipamento vai ser construída uma casa de chá e o Centro de Interpretação Ambiental da Amadora, num edifício todo envidraçado. Uma ‘playstation’ em tamanho gigante, onde os mais novos vão poder realizar um conjunto de actividades lúdicas e didácticas, será outra das atracções.

O parque infantil que recria uma cidade espacial, e uma pista de tartan em redor do campo de jogos são outras das ideias presentes no projecto de requalificação, que contempla ainda um circuito de manutenção.

A requalificação do Parque, cujos trabalhos deverão acabar no primeiro semestre de 2010, vai custar à autarquia cerca de 3,3 milhões de euros.

_____
Fonte: Jornal da Região, 15-12-2009

domingo, 20 de dezembro de 2009

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Aviso de Sismo Sentido no Continente 17-12-2009 01:37

O Instituto de Meteorologia informa que no dia 17-12-2009 pelas 01:37 (hora local) foi registado nas estações da Rede Sísmica do Continente, um sismo de magnitude 6.0 (Richter) e cujo epicentro se localizou a cerca de 100 km a Oeste-Sudoeste do Cabo S.Vicente.

Este sismo, de acordo com a informação disponível até ao momento, não causou danos pessoais ou materiais e foi sentido em todo o território do Continente, verificando-se que a intensidade máxima foi de V (escala de Mercalli modificada) na região de Lagos e Portimão.

Até ao momento foram registadas cinco réplicas de menor magnitude.

Se a situação o justificar serão emitidos novos comunicados.

Sugere-se o acompanhamento da evolução da situação através da página do IM na Internet (www.meteo.pt) e a obtenção de eventuais recomendações junto da Autoridade Nacional de Protecção Civil (www.prociv.pt).




_____
Fonte: Instituto de Meteorologia, 17-12-2009


Mais informações em:
Medidas em Caso de Sismo
EMSC - European-Mediterranean Seismological Centre

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Falta de civismo ao efectuar estacionamento de viaturas em cima dos passeios

Boa noite,

Encaminho abaixo email enviado para a Junta de Freguesia da Mina no seguimento de algumas queixas relativas a estacionamento já apresentadas no blog.


-------------------------

Exmo Sr. Presidente da Junta de Freguesia da Mina, Sr. Joaquim Marques Rocha,

Venho por este meio solicitar a vossa intervenção para algo, que tal como nas traseiras da minha habitação (nas traseiras da Av. Carlos César, Lt 58), tem vindo infelizmente a acontecer um pouco por toda a Urbanização de Vila Chã.

Os passeios, originalmente concebidos para a deslocação de peões ao longo das ruas está a cada dia que passa a ser mais utilizado para os moradores com falta de civismos estacionarem as suas viaturas relegando como única alternativa para os peões a circulação pedestre no pela estrada.

É de lamentar que apesar de todas estas habitações terem lugares de estacionamento dentro dos prédios e mesmo variadíssimos lugares de estacionamento na rua, alguns moradores, por mera preguiça, sejam incivilizados ao ponto de não respeitarem os direitos dos outros.

Desta forma solicito que sejam colocados (se possível) "pilaretes" que evitem o estacionamento indevido nos passeios, ou que sejam tomadas medidas alternativas que evitem esta situação.

Em anexo envio uma foto que exemplifica a situação indicada.

Grato pela atenção dispensada,
Melhores cumprimentos,

Hugo Sousa



____
Nota: e-mail enviado por Hugo Sousa, em 14-12-2009, para a Junta de Freguesia da Mina e o nosso blogue


Mais informações em:
Estacionamento irregular e persistente na saída da Rua José Viana
Estacionamentos
Mais do mesmo...
Quero andar a pé! Posso?
Estacionamento incorrecto e abusivo em Vila Chã

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Semana Advogar pela Cidadania

4ª Edição do dia da Consulta Jurídica Gratuita

17-12-2009 | Das 10:00 às 17:30

Delegação da Amadora | Rua Alfredo Keil, nº 3 C, R/C Dto.


sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Assembleia de Freguesia da Mina

No dia 23 Dezembro 2009 (quarta-feira), pelas 21 Horas, vai realizar-se uma Assembleia de Freguesia. Tenha uma voz activa no desenvolvimento da Freguesia.

_____
Fonte: Junta de Freguesia da Mina, 04-12-2009

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Estacionamento incorrecto e abusivo em Vila Chã

Boa noite,

Creio que este assunto não me afecta só a mim, pelo que partilho convosco a medida que tomei.

Se desta forma não houver alterações, certamente recorrerei ao meios de comunicação social.

Cumprimentos,

Luís Santos


-------------------------

Boa noite,

Venho por esta via solicitar o vosso auxilio na resolução da situação existente de estacionamento incorrecto e abusivo em Vila Chã, essencialmente em volta do Lote 2 (local onde resido).

É frequente encontrarem-se viaturas estacionadas em cima do passeio e a circularem em cima do mesmo, envio fotos elucidativas em anexo. Creio que esta situação seja facilmente corrigida com a instalação de pinos que impeçam as viaturas de subir o passeio.

Também é frequente encontrarem-se viaturas estacionadas no meio da rotunda, junto envio também fotos elucidativas. Relativamente a este assunto já solicitei a intervenção da PSP, mas infelizmente a comparência dos mesmos é rara e a situação persiste igual.

Com os meus melhores cumprimentos,

Luís Santos



____
Nota: e-mail enviado por Luís Santos, em 06-12-2009, para a Junta de Freguesia da Mina, o Departamento de Urbanismo da Câmara Municipal da Amadora e o nosso blogue


Mais informações em:
Estacionamento irregular e persistente na saída da Rua José Viana
Estacionamentos
Mais do mesmo...
Quero andar a pé! Posso?

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Leroy Merlin a 5 min.

A Leroy Merlin vai inaugurar uma nova loja em Lisboa, concretamente na Amadora, dia 7 deste mês.

A nova superfície comercial foi construída de raiz e está localizada junto ao Centro Comercial Dolce Vita Tejo. (...)

_____
Fonte: Hipersuper, 03-12-2009

sábado, 5 de dezembro de 2009

Promotores querem que o Estado assuma parte do risco nos créditos à habitação

A associação dos promotores imobiliários propôs ao Governo a criação de um plano de apoio ao sector em que o Estado assumiria perante a banca até 20 por cento do risco nos contratos de crédito à habitação.

O presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), Luís Carvalho Lima, declarou à Lusa que a ideia proposta ao Executivo é semelhante ao apoio que foi feito ao sector automóvel. «Fizemos a mesma proposta, o Governo mostrou-se receptivo mas vamos ver se dá resultados», disse o responsável.

«As casas nas periferias das cidades estão sem mercado devido à falta de crédito porque os bancos não emprestam mais de 80 por cento [sobre o valor da avaliação da casa]. O Estado tem de fazer como fez para as PME´s, que é assumir parte desse risco», acrescentou.

_____
Fonte: Lusa / SOL, 05-12-2009

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Ajuste Directo para a Empreitada de Construção do Pavilhão da E.B. 2+3 Cardoso Lopes

No âmbito do eixo prioritário relativo à modernização do parque escolar, foi aprovado o Ajuste Directo para a empreitada de construção do Pavilhão da E.B. 2+3 Cardoso Lopes, bem como as consultas dirigidas a cinco empresas, aprovado o caderno de encargos, designação do júri que conduzirá as operações inerentes ao aludido procedimento e aprovado a nomeação do coordenador de segurança em obra.

_____
Fonte: Resumo de deliberações, Reunião de Câmara, 18-11-2009

domingo, 29 de novembro de 2009

Fixação da Taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis para o ano de 2010

Aprovado submeter a aprovação da Assembleia Municipal, a fixação, para o ano 2010, da taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) em 0,68% para prédios urbanos não arrendados e não transmitidos (alínea b) do n.º 1 do artigo 112.º do CIMI) e em 0,38% para os prédios urbanos avaliados nos termos do CIMI (alínea c) do n.º 1 do artigo 112.º).

Foi ainda aprovado submeter a aprovação da aplicação, em determinadas freguesias, da majoração e minoração de 20% e 30% à taxa de IMI, respectivamente, aos prédios urbanos que se encontrem em bom estado de conservação ou estado de conservação razoável (minoração de 20%), aos prédios urbanos cujo estado de conservação tenha aumentado dois níveis desde o levantamento inicial efectuado em Abril de 2006 (minoração de 30%) e aos prédios urbanos em estado de conservação que coloca em risco a sua normal utilização (majoração de 20%).

_____
Fonte: Resumo de deliberações, Reunião de Câmara, 18-11-2009


Mais informações em Artigo 112.º do CIMI

sábado, 28 de novembro de 2009

Mudanças de sentido no centro da cidade

(...) Trata-se das avenidas Cardoso Lopes e António Correia de Oliveira, na freguesia da Mina, cujos sentidos haviam sido alterados durante a empreitada de requalificação do Parque Central. “Encontrando-se em fase de conclusão a referida empreitada e tendo sido solicitado pela Junta de Freguesia da Mina a reposição dos antigos sentidos de tráfego, a Câmara repôs os mesmos, voltando esta zona a ser servida de transportes públicos, facilitando a serventia aos serviços de Correios e Finanças da freguesia da Mina e a acessibilidade dos moradores às suas residências”, justifica Gabriel Oliveira, vereador responsável pelo pelouro do Trânsito na Câmara da Amadora.

_____
Fonte: Jornal da Região, 24-11-2009

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Sugestão Cultural

Escola Aberta do Património - 9º Ciclo de Palestras
Arqueologia e as outras ciências

28 de Novembro | Das 14:30 às 17:00

Núcleo Museográfico do Casal da Falagueira, Parque Aventura, Beco do Poço

sábado, 21 de novembro de 2009

Espaços verdes nas férias do Verão

(...) O vogal Jorge Almeida disse ter reparado que os espaços verdes e outros locais da nova Urbanização de Vila Chã estão com aspecto degradado.

O presidente respondeu que os referidos espaços ainda não estão entregues à Câmara Municipal pelo que a responsabilidade é do urbanizador. A Junta de Freguesia, a pedido do vereador, faz alguma limpeza esporádica com a varredora mecânica. (...)

_____
Fonte: Acta nº 95, Junta de Freguesia da Mina, 10-08-2009


Agora já estou esclarecido relativamente ao porquê da limpeza e da manutenção dos espaços verdes em "serviços mínimos" durante este Verão! A menor ausência de movimento na urbanização talvez tenha sido aproveitada para reduzir custos.

O mercado imobiliário está em crise mas os moradores desta urbanização pagaram um projecto e os seus impostos.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Precisa-se de matéria prima para construir um País

A crença geral anterior era de que Santana Lopes não servia, bem como Cavaco, Durão e Guterres. Agora dizemos que Sócrates não serve. E o que vier depois de Sócrates também não servirá para nada. Por isso começo a suspeitar que o problema não está no trapalhão que foi Santana Lopes ou na farsa que é o Sócrates. O problema está em nós. Nós como povo. Nós como matéria prima de um país. Porque pertenço a um país onde a ESPERTEZA é a moeda sempre valorizada, tanto ou mais do que o euro. Um país onde ficar rico da noite para o dia é uma virtude mais apreciada do que formar uma família baseada em valores e respeito aos demais.

Pertenço a um país onde, lamentavelmente, os jornais jamais poderão ser vendidos como em outros países, isto é, pondo umas caixas nos passeios onde se paga por um só jornal E SE TIRA UM SÓ JORNAL, DEIXANDO-SE OS DEMAIS ONDE ESTÃO.

Pertenço ao país onde as EMPRESAS PRIVADAS são fornecedoras particulares dos seus empregados pouco honestos, que levam para casa, como se fosse correcto, folhas de papel, lápis, canetas, clips e tudo o que possa ser útil para os trabalhos de escola dos filhos... e para eles mesmos.

Pertenço a um país onde as pessoas se sentem espertas porque conseguiram comprar um descodificador falso da TV Cabo, onde se frauda a declaração de IRS para não pagar ou pagar menos impostos.

Pertenço a um país:
-Onde a falta de pontualidade é um hábito;
-Onde os directores das empresas não valorizam o capital humano;
-Onde há pouco interesse pela ecologia, onde as pessoas atiram lixo nas ruas e, depois, reclamam do governo por não limpar os esgotos;
-Onde pessoas se queixam que a luz e a água são serviços caros;
-Onde não existe a cultura pela leitura (onde os nossos jovens dizem que é 'muito chato ter que ler' e não há consciência nem memória
política, histórica nem económica.
-Onde os nossos políticos trabalham dois dias por semana para aprovar projectos e leis que só servem para caçar os pobres, arreliar a classe média e beneficiar alguns.

Pertenço a um país onde as cartas de condução e as declarações médicas podem ser 'compradas', sem se fazer qualquer exame.

-Um país onde uma pessoa de idade avançada, ou uma mulher com uma criança nos braços, ou um inválido, fica em pé no autocarro, enquanto a pessoa que está sentada finge que dorme para não lhe dar o lugar.
-Um país no qual a prioridade de passagem é para o carro e não para o peão.
-Um país onde fazemos muitas coisas erradas, mas estamos sempre a criticar os nossos governantes.

Quanto mais analiso os defeitos de Santana Lopes e de Sócrates, melhor me sinto como pessoa, apesar de que ainda ontem corrompi um guarda de trânsito para não ser multado.

Quanto mais digo o quanto o Cavaco é culpado, melhor sou eu como português, apesar de que ainda hoje pela manhã explorei um cliente que confiava em mim, o que me ajudou a pagar algumas dívidas.

Não. Não. Não. Já basta.

Como 'matéria prima' de um país, temos muitas coisas boas, mas falta muito para sermos os homens e as mulheres que o nosso país precisa. Esses defeitos, essa 'CHICO-ESPERTERTICE PORTUGUESA' congénita, essa desonestidade em pequena escala, que depois cresce e evolui até se converter em casos escandalosos na política, essa falta de qualidade humana, mais do que Santana, Guterres, Cavaco ou Sócrates, é que é real e honestamente má, porque todos eles são portugueses como nós, ELEITOS POR NÓS. Nascidos aqui, não noutra parte...

Fico triste.

Porque, ainda que Sócrates se fosse embora hoje, o próximo que o suceder terá que continuar a trabalhar com a mesma matéria prima defeituosa que, como povo, somos nós mesmos.

E não poderá fazer nada...

Não tenho nenhuma garantia de que alguém possa fazer melhor, mas enquanto alguém não sinalizar um caminho destinado a erradicar primeiro os vícios que temos como povo, ninguém servirá.

Nem serviu Santana, nem serviu Guterres, não serviu Cavaco, nem serve Sócrates e nem servirá o que vier.

Qual é a alternativa?

Precisamos de mais um ditador, para que nos faça cumprir a lei com a força e por meio do terror?

Aqui faz falta outra coisa. E enquanto essa 'outra coisa' não comece a surgir de baixo para cima, ou de cima para baixo, ou do centro para os lados, ou como queiram, seguiremos igualmente condenados, igualmente estancados... igualmente abusados!

É muito bom ser português. Mas quando essa portugalidade autóctone começa a ser um empecilho às nossas possibilidades de desenvolvimento como Nação, então tudo muda...

Não esperemos acender uma vela a todos os santos, a ver se nos mandam um messias.

Nós temos que mudar. Um novo governante com os mesmos portugueses nada poderá fazer.

Está muito claro... Somos nós que temos que mudar.

Sim, creio que isto encaixa muito bem em tudo o que anda a acontecer-nos:

Desculpamos a mediocridade de programas de televisão nefastos e, francamente, somos tolerantes com o fracasso.

É a indústria da desculpa e da estupidez.

Agora, depois desta mensagem, francamente, decidi procurar o responsável, não para o castigar, mas para lhe exigir (sim, exigir) que melhore o seu comportamento e que não se faça de mouco, de desentendido.

Sim, decidi procurar o responsável e ESTOU SEGURO DE QUE O ENCONTRAREI QUANDO ME OLHAR NO ESPELHO.

AÍ ESTÁ. NÃO PRECISO PROCURÁ-LO NOUTRO LADO.

E você, o que pensa?... MEDITE!


Eduardo Prado Coelho

_____
Fonte: Público

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Sugestão Cultural

250 anos da igreja de Nossa Senhora da Lapa da Falagueira
A Paróquia de Nª Srª da Lapa da Falagueira, na Amadora, vai comemorar os 250 anos do início da construção da sua Igreja, que, na altura foi chamada de ermida, quer por ser pequena, quer por ficar dependente da Paróquia de Benfica. Esta foi a primeira igreja a ser construída no que constitui hoje o Concelho e a Cidade da Amadora.

15 de Novembro

11:00 | Celebração da Eucaristia
16:00 | Conferência sobre "O culto de Nª Srª da Lapa em Portugal"

Igreja de Nossa Senhora da Lapa, Falagueira

_____
Fonte: Agência Ecclesia, 06-11-2009


Teatro "Facas nas Galinhas"
Começou por ser uma peça radiofónica que contava a história de uma rapariga que cada vez que ia ao moinho mais se apaixonava pelo moleiro. Esta é uma peça que junta uma história sobre o crime e o amor a uma história sobre a linguagem.

De 11-11-2009 a 29-11-2009

21:30 | De terça-feira a sábado
16:00 | Domingo

Recreios da Amadora


Mais informações em Teatro dos Aloés

domingo, 8 de novembro de 2009

sábado, 7 de novembro de 2009

domingo, 1 de novembro de 2009

Habemus ecopontos!

Avenida António Ribeiro Chiado

Tem sido um "parto" difícil! Os ecopontos já são visíveis e aparentemente a sua instalação está parcialmente concluída. No entanto, há duas situações que aparentemente são anómalas e facilmente constatáveis: os ecopontos estão "selados" e não se vislumbram ecopontos a nascente da Avenida Canto e Castro. No primeiro caso é possível que a Valorsul ainda não tenha definido as novas rotas para a recolha dos resíduos valorizáveis, quanto ao segundo caso não encontro explicação. A única diferença que posso verificar é que, a zona da urbanização onde foram instalados os novos ecopontos, encontra-se na área de influência da Freguesia da Mina.

A localização dos ecopontos numa urbanização certamente terá critérios muito rigorosos. No nosso bairro alguns ecopontos têm uma localização um pouco estranha, como é possível verificar na Avenida Canto e Castro onde em cerca de 100 metros existem dois ecopontos. Todos os ecopontos instalados ocupam lugares de estacionamento, sinceramente não estou escandalizado, afinal todos os lotes do nosso bairro têm parqueamentos. Numa avenida, como a Canto e Castro, que tem pouco estacionamento para o seu grande movimento e onde durante o dia é possível verificar um estacionamento quase caótico. Quem decidiu a localização dos ecopontos, ou não teve bom senso ou não conhece a realidade daquela avenida. Apelo aos Senhores que decidem que tenham mais cuidado na escolha dos locais dos ecopontos por instalar.

Apesar de considerar que a instalação dos novos ecopontos ainda não está terminada, estes já são visíveis e considero que são esteticamente agradáveis. Os meus parabéns a quem os seleccionou.

Para terminar, gostaria de fazer um apelo a todos os vizinhos para que não utilizem os ecopontos enquanto os mesmos continuarem "selados". Continuem a reciclar, mas depositem os resíduos nos ecopontos próximos da urbanização.

Parte desta "luta" está ganha, sabemos que é um direito nosso, mas não esqueçamos dos nossos deveres.

Avenida Pedro Álvares Cabral

Rua José Viana

____
Nota: fotos cedidas por Paula Relvas


Mais informações em Localização de ecopontos

Localização de ecopontos


Ver mapa no Google Maps

Mais informações em Localização de ecopontos nas proximidades

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Sugestão Cultural

Escola Aberta do Património - 8º Ciclo de Palestras
Paleontologia. O regresso dos Dinossáurios

31 de Outubro | Das 14:30 às 17:00

Núcleo Museográfico do Casal da Falagueira, Parque Aventura, Beco do Poço

domingo, 25 de outubro de 2009

Sugestão Cultural

20º Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora
"O Grande Vigésimo"

23 de Outubro a 8 de Novembro

Fórum Luís de Camões
Recreios da Amadora
Casa Roque Gameiro
Galeria Municipal Artur Bual
Centro Nacional de Banda Desenhada e Imagem
Escola Superior de Teatro e Cinema
Kidzania Portugal
Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos



Mais informações em:
FIBDA 2009
Centro Nacional de Banda Desenhada e Imagem

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Arrendar em Vila Chã

Caros,

Venho contactar-vos para tentar obter informações sobre potenciais arrendamentos de casas ou aluguer de quartos / partilha de casa na vossa urbanização.

Fazem ideia de onde posso obter essa informação? Ou sítio onde me possa dirigir para a obter?

Desde já muito obrigado,

Fernando Graça


____
Nota: e-mail enviado por Fernando Graça

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Novas aberturas parciais da CRIL

Abrem ao tráfego dia 21 de Outubro a partir da 12H00 as ligações à superfície da plena via da CRIL entre os Nós de Alfornelos e da Pontinha, bem como as ligações da antiga Estrada da Correia. Abertura parcial do Nó de Benfica e a ligação deste à Avenida Condes Carnide, em Lisboa, assim como as ligações e os Nós de Pedralvas e Portas de Benfica na Amadora.

Uma vez que a obra não se encontra concluída na sua totalidade os novos troços não estarão ainda abertos na capacidade máxima das vias, funcionando em articulação com os desvios provisórios necessários pela programação dos trabalhos na zona de obras ainda em curso.

Este Plano de Aberturas Parciais prossegue em Dezembro próximo estando prevista a conclusão da restante ligação da antiga Estrada da Correia e a conclusão do Nó de Benfica.

_____
Fonte: InfoCRIL, 20-10-2009


Mais informações em CRIL: Novas ligações abertas hoje ao trânsito

domingo, 18 de outubro de 2009

Urbanização dividida

Na sequência da sondagem "A urbanização deve estar dividida em duas freguesias?" (Não: 86%), um vizinho (PCC) sugeriu que o blogue propusesse a todos os vizinhos uma nova sondagem com o objectivo de perceber qual das freguesias deveria pertencer a Urbanização Casal de Vila Chã.

Alguns dos nossos vizinhos, nomeadamente aqueles que moram nas zonas limítrofes das freguesias dentro da urbanização, já tiveram problemas por não saberem a qual das Juntas de Freguesia deveriam dirigir-se para tratar de algum assunto administrativo. Os moradores mais antigos ainda se recordam da polémica das escrituras dos seus apartamentos, devido ao registo incorrecto de quatro mil fogos (esclarecimentos da Junta de Freguesia da Mina) na Freguesia da Mina, quando estes deveriam estar registados na Freguesia de São Brás. Ainda existe o facto de que a urbanização poderá estender-se para poente com a construção de "Vila Chã II" (em projecto) na zona do Bairro de Santa Filomena/Encosta Nascente. São situações como estas que levam o blogue a colocar a seguinte questão:

Qual das Freguesias, Mina ou São Brás, deveria integrar administrativamente a Urbanização Casal de Vila Chã?



Antes de tomar partido, conheça melhor as duas freguesias:
Freguesia da Mina
Freguesia de São Brás

Consulte a sondagem a decorrer aqui até 20-12-2009.


Mais informações em:
Carta Administrativa do Município da Amadora
Cartográfica Vectorial da Freguesia da Mina
Cartográfica Vectorial da Freguesia de São Brás

Dúvidas de um possível vizinho IX

Boa noite!

Em primeiro queria felicitar a vossa iniciativa de um blogue sobre essa nova (e de boa qualidade) urbanização.

Estou a equacionar adquirir um apartamento nesse bairro - Vila Chã.

Poderia informar-me sobre a vossa opinião relativamente ao bairro? Comércio, segurança, tranquilidade, acessos a Lisboa e Queluz e serviços?

Agradecendo antecipadamente

José Lúcio


____
Nota: e-mail enviado por José Lúcio

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Fórum

O vizinho Filipe Cruz, recém chegado, lançou-me o desafio de criar um fórum onde os membros registados pudessem trocar ideias sobre vários assuntos do interesse comum.

O Vila Chã @forum está a aceitar novos membros a partir de hoje. Este projecto tem um posicionamento diferente do blogue, visto ser mais exclusivo e com regras mais apertadas.

O blogue tem como objectivo dar a conhecer Vila Chã, informar e fazer uma compilação de notícias que tenham interesse para o bairro, assim como criar uma comunidade onde todos possam discutir os problemas da urbanização. Sempre que um artigo do blogue sofra um desenvolvimento considerável e que faça sentido transformar num tópico do fórum, o artigo é "transferido" para o fórum.

O objectivo do fórum deverá ser a criação de uma comunidade onde todos possam discutir os problemas e encontrar soluções para a nossa urbanização. Os seus limites estão espelhados no assunto retratado no nome do tópico, que pode traduzir-se na discussão de problemas ou no desenvolvimento de iniciativas, como a de troca de "ajudas" que serão moderadas pela nossa vizinha Paula Relvas. Esta iniciativa funcionará da seguinte forma: o José é informático e a Maria é contabilista, o José repara o PC da Maria e esta preenche-lhe o IRS, etc. O fórum terá outra área, também esta privada, dedicada à Comissão de Moradores (ainda em projecto), sendo gerida pelo vizinho que tem contribuído para que deixe de ser apenas uma ideia.

O vizinho Filipe Cruz será o líder deste projecto, sendo que o blogue será o seu "braço direito". Neste momento existem apenas três áreas públicas (Apresentação, Sugestões e questões relativas ao fórum e Regras e instruções de funcionamento), acessíveis a qualquer visitante do fórum. Para aceder às áreas privadas será necessário fazer o seu registo, mas antes de o fazer é importante que conheça as regras do fórum.

Registe-se aqui!

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Novas regras do crédito a habitação entram em vigor dia 16

São três as alterações previstas no Decreto-Lei 192/2009 que entram em vigor, sexta-feira, dia 16 de Outubro.

O Governo resolveu estender as regras do crédito à habitação aos outros empréstimos a ele associados, definiu condições para a subida dos spread (margem de lucro dos bancos) e criou a Taxa Anual Efectiva Revista (TAER) para facilitar a comparação das vantagens oferecidas na hora de escolher um crédito.

João Fernandes, economista da DECO Proteste, explicou ao SAPO as novas regras do crédito à habitação.

Créditos paralelos

O consumidor continua a deparar-se com elevadas comissões de reembolso praticadas nos chamados créditos paralelos, multiusos ou multi-opções. Este empréstimos são normalmente contratados ao mesmo tempo que o crédito à habitação, com as mesmas condições, pelos mesmos prazos, tendo como garantia o mesmo imóvel, destinando-se a despesas associadas, como a compra de mobiliário.

Quando o diploma entrar em vigor, os contratos de crédito com garantia hipotecária, como créditos paralelos, multiusos ou multi-opções, passam a ter as mesmas regras que o crédito à habitação.

Se o consumidor quiser amortizar antecipadamente este tipo de crédito, o banco só poderá penalizar até 0,5% para os empréstimos à taxa variável (euribor) e 2% para os créditos de taxa fixa.

Para João Fernandes esta situação é vantajosa para o consumidor visto que poderá reduzir o capital em dívida sem encargos associados muito significativos.

Spreads

A legislação actual diz que quando um cliente quer contrair um empréstimo, os bancos não podem fazer depender a concessão do empréstimo à contratação de outros produtos ou serviços fornecidos. No entanto, é comum as instituições financeiras oferecerem reduções de spread (margem de lucro dos bancos) se o cliente adquirir um determinado «pacote», ou seja, mais produtos e/ou serviços como a domiciliação de vencimentos, pagamentos domésticos, cartões de crédito, seguros ou aplicações financeiras.

Nos contratos é comum figurar uma cláusula que obriga o consumidor a manter esses produtos para não perder a redução, mas quando é cancelado um ou mais produtos o banco nem sempre faz o ajuste imediato.

Quando o diploma entrar em vigor, os bancos terão até 1 ano para ajustar o spread do consumidor se este deixar de subscrever algum destes produtos. Caso a aplicação do novo spread não seja feita no prazo de 1 ano, os bancos deixam de poder fazer o ajuste.

Taxa Anual Efectiva Revista (TAER)

Quando um cliente pede uma simulação, os bancos têm de apresentar a Taxa Anual Efectiva (TAE), que reflecte os custos efectivos do empréstimo incluindo juros, para facilitar a comparação de propostas.

Com o novo diploma, os bancos terão de apresentar também a Taxa Anual Efectiva Revista (TAER). O objectivo é fazer com que os consumidores passem a conseguir comparar efectivamente as várias condições que recebem para um mesmo empréstimo (com e sem a subscrição de produtos).

A nova TAER vai permitir ao cliente comparar, numa base igual, as simulações dos vários bancos, na hora de escolher, e saber se a subscrição dos produtos vale ou não a pena, em termos de redução de spread.

Para além destas três alterações, estão também previstas novas regras para os contratos de seguros de vida associados ao crédito à habitação. O diploma entra em vigor do dia 10 de Dezembro.

Seguros de Vida (novo diploma em vigor só a 10 de Dezembro)

Quando os consumidores contratam um crédito à habitação, é frequente as instituições de crédito exigirem a contratação de um seguro de vida. A contratação deste seguro traz vantagens para os bancos, dado que deste modo asseguram a possibilidade de satisfação do seu crédito em caso de morte ou invalidez do consumidor.

De acordo com as novas regras, os prémios dos seguros de vida celebrados no âmbito de empréstimos hipotecários concedidos por instituições financeiras para a compra de casa, passam a estar indexados ao montante de capital em dívida.

O diploma prevê assim “a actualização do capital seguro, em simultâneo, à do capital em dívida no crédito à habitação, devendo a empresa de seguros fazer reflectir essa actualização no cálculo do valor a pagar pelo consumidor”.

João Fernandes afirma que esta é uma situação benéfica para quem tem um seguro de vida apenas para garantir o empréstimo, dado que o importante é pagar o menor prémio possível. Se o prémio for actualizado mensalmente, em vez de anualmente, o consumidor acabará por ter uma poupança significativa.

Dúvidas mais frequentes:

Novas regras: válidas para novos contratos e contratos antigos;

Actualização do seguro: Toda a informação é trocada entre as instituições de crédito e as companhias de seguros, não existindo qualquer intervenção do cliente no processo. Assim, a actualização dos seguros terá de ser processada de forma automática, a partir do momento em que a legislação entre em vigor.

Seguro de vida e idade do titular: A actualização mensal do prémio de seguro por redução do capital em dívida é independente do prémio de seguro crescente em função da idade. Assim, uma não tem quaisquer implicações na outra, o que leva a que, nalguns casos, o que aumenta devido à idade é mais do que o que diminui devido ao capital (mas o inverso também é possível).

_____
Fonte: Sapo, 14-10-2009

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

1ª Reunião para Projecto de Comissão

1ª Reunião de Trabalho para definição e formalização do projecto da Comissão de Moradores, Proprietários e Empresários de Vila Chã.

Proposta de Agenda:

1. Apresentação dos presentes
2. Definição da Estratégia da Comissão
3. Definição dos Trabalhos
4. Nomeação/Eleição da Comissão de Instalação
5. Formação das Equipas de Trabalho
6. Estabelecimento de Prazos dos Trabalhos
7. Marcação da próxima reunião
8. Outros Assunto

Data: Quarta-feira, 28 de Outubro de 2009
Hora: 20:30 - 22:00
Local: A designar

_____
Fonte: Comissão Moradores Vila Chã no Facebook

Eleições Autárquicas 2009: Resultados

Câmara Municipal da Amadora


Assembleia de Freguesia da Mina


Assembleia de Freguesia de São Brás


_____
Fonte: Autárquicas 2009 - Resultados

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Vote, a escolha é sua!



BE - Bloco de Esquerda

Helena Pinto | Câmara Municipal
António Santos | Assembleia Municipal

Programa Eleitoral
BE Amadora


CIPA - Cidadãos Independentes pela Amadora

Vítor Santos | Câmara Municipal
Manuela Rodrigues | Assembleia Municipal

Programa Eleitoral
CIPA


PSD/CDS-PP/PPM - Coligação Amadora tem Futuro

Jorge Roque da Cunha | Câmara Municipal
João Paulo Castanheira | Assembleia Municipal

Programa Eleitoral
Amadora tem Futuro (Sítio)
Amadora tem Futuro (Blogue)
Mina tem Futuro
São Brás tem Futuro


CDU - Coligação Democrática Unitária

António João Carixas | Câmara Municipal
Carlos José Duarte Almeida | Assembleia Municipal

Programa Eleitoral
CDU Amadora


MICA - Movimento de Intervenção e Cidadania pela Amadora

Francisco Pereira | Câmara Municipal
Albano Brito Almas | Assembleia Municipal

Programa Eleitoral
MICA


PCTP-MRPP - Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses

Carlos Campos | Câmara Municipal


PS - Partido Socialista

Joaquim Raposo | Câmara Municipal
António Ramos Preto | Assembleia Municipal

Programa Eleitoral
PS Amadora (Sítio)
PS Amadora (Blogue)
Joaquim Raposo (Candidatura)


PTP - Partido Trabalhista Português

António Saraiva Lucas | Câmara Municipal
Andreia Gonçalves | Assembleia Municipal


Mais informações em:
Locais das secções de voto da Freguesia da Mina
Locais das secções de voto do Município da Amadora
SIGRE - Sistema de Informação e Gestão do Recenseamento Eleitoral

Candidatos municipais


_____
Fonte: TV Amadora, 07-10-2009

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Câmaras aumentam despesas em anos de eleições

As câmaras municipais portuguesas aumentam as despesas e o investimento em obras públicas nos anos de eleições autárquicas.

A conclusão surge num estudo feito por investigadores da Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho e da Faculdade de Economia da Universidade de Cambridge (Reino Unido).

O trabalho publicado em Setembro nas duas universidades analisa as contas oficiais das 278 câmaras municipais de Portugal Continental entre 1979 e 2005, publicadas pela Direcção-Geral das Autarquias Locais.

Em média, as "despesas de investimento" (quase sempre relacionadas com obras) crescem 10,45 por cento em anos de eleições autárquicas e os défices municipais também tendem a aumentar.

A esta "manipulação" das despesas camarárias os autores do trabalho chamam "oportunismo político" - em ano de ida às urnas, os presidentes de câmara tentam apresentar mais "competência" ao eleitorado.

À TSF, Francisco Veiga, um dos autores do estudo, sublinha que há excepções, mas em média as câmaras municipais e os autarcas tendem a aumentar as despesas em ano de eleições. Uma tendência que se sente, sobretudo, nas chamadas despesas de investimento.

O investigador da Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho explica que «há muitas situações em que esta despesa aumenta e em vários municípios este crescimento acontece em quase todos os anos de eleições».

Nas despesas de investimento, uma das rubricas que mais aumenta em ano de eleições autárquicas está relacionada com «viadutos, arruamentos e obras complementares», como as tradicionais rotundas. Parece existir, explica Francisco Veiga, «uma tendência para aumentar a despesa em investimentos que produzam algo de visível para o eleitorado».

Os investigadores das universidades do Minho e de Cambridge sublinham que este aumento das despesas em época eleitoral favorece a reeleição dos presidentes de câmara, com mais votos para o partido que lidera a autarquia.

_____
Fonte: TSF, 07-10-2009


Mais informações em Eleitoralismo nos Municípios Portugueses

São Brás: Candidato Amílcar Martins (PS)


_____
Fonte: TV Amadora, 02-10-2009

São Brás: Candidato Bento Velhinho (PSD/CDS-PP/PPM)


_____
Fonte: São Brás tem futuro, 28-09-2009


Mais informações em Candidatos à Assembleia de Freguesia São Brás

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Candidato do Partido Trabalhista Português quer resolver "graves problemas" da Amadora

A habitação, o emprego e a segurança são as prioridades do candidato do Partido Trabalhista Português (PTP) ao município da Amadora, para fazer face aos "graves problemas" que existem neste concelho.

"As principais propostas do PTP é fazer face aos problemas que existem na Amadora, onde existem graves problemas de habitação, desemprego e de insegurança", disse à agência Lusa António Saraiva Lucas. O candidato do PTP propõe "uma convergência entre a Polícia Municipal e a PSP para existirem mais efectivos na rua e melhores condições para os agentes, de forma a que os cidadãos se sintam mais seguros". "Em relação ao desemprego, se se exigirem aos promotores imobiliários quotas mínimas de postos de trabalho para cidadãos da Amadora, resolve-se um pouco o grave problema de desemprego", disse. Em visita ao bairro 6 de Maio, o candidato António Saraiva Lucas, adiantou "que este tipo de bairros não podem existir em pleno século XXI". "Existe também a Cova da Moura e o bairro de Santa Filomena. A câmara da Amadora tem que olhar pelas pessoas que não têm casa, não é isolá-las é realojá-las em sociedade", disse. O candidato critica a localização da futura "super esquadra da PSP" em Vila Chã, considerando que esta deveria ser instalada noutro local. "Se a super esquadra não fosse para Vila Chã nunca conseguiam vender aqueles apartamentos por 250 mil euros ao lado do bairro de Santa Filomena. Se acontece alguma coisa aqui no 6 de Maio quanto tempo é que a policia demora a chegar aqui?", questionou o candidato.

_____
Fonte: Diário de Notícias, 06-10-2009

Mina: Candidato João Matos (PSD/CDS-PP/PPM)


_____
Fonte: Mina tem futuro, 28-09-2009


Mais informações em Candidatos à Assembleia de Freguesia Mina

Mina: Candidato Joaquim Rocha (PS)


_____
Fonte: TV Amadora, 02-10-2009

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

A16 abriu esta quinta-feira para descongestionar IC19

A A16, a nova auto-estrada que liga os concelhos de Cascais, Sintra e Amadora a Lisboa, abriu à meia-noite desta quinta-feira. Algumas estimativas apontam para que cerca de 26 mil automóveis venham a passar diariamente na nova via.

A 16, que liga a A5 à CREL, tem 23 quilómetros e visa descongestionar o IC19, uma das estradas mais congestionados da Europa.

A repórter da TSF Ana Sofia Freitas está no local e diz que os efeitos da abertura desta estrada não se estão a fazer sentir com grande visibilidade.

A auto-estrada custa 1,90 euros entre Alcabideche e Belas e 50 cêntimos entre o nó de Sacotes e o nó do Telhal, que serve as populações de Algueirão-Mem Martins. O mesmo preço é aplicado entre os nós da CREL e de Idanha, no Cacém.

No percurso Sul da A16, no IC30, entre os nós de Ranholas, no IC19, e do Linhó, o custo é de 90 cêntimos, num acesso que beneficia os habitantes de Albarraque, em Sintra.

Com esta via, as autoridades esperam que a maior parte dos utentes saia do IC19 e em menor número da A5, auto-estrada que liga Lisboa a Cascais.

_____
Fonte: Diário de Notícias, 01-10-2009

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Eleições Legislativas 2009: Resultados

Município da Amadora

Freguesia da Mina

Freguesia de São Brás


_____
Fonte: Legislativas 2009 - Resultados

Sete escolas da Amadora já têm alunos infectados

São já sete as escolas do concelho da Amadora afectadas pela gripe A. "No total há 16 casos confirmados de infecção com o H1N1, todos em crianças do primeiro e segundo ciclo", explicou ao DN a delegada de saúde do concelho. Etelvina Calé garante que nenhuma escola vai ser encerrada. "Todos os casos estão a ser acompanhados e todas as medidas de prevenção estão a ser seguidas. Não há um maior risco em vir à escola. Esse risco é o mesmo de a criança fazer a sua vida normal", diz.

Além dos 16 casos confirmados, há outros oito suspeitos ainda em estudo. Já as análises feitas a outras sete crianças com sintomas de gripe deram negativas.

A Escola Mina d' Água, na Amadora, é a que, até agora, regista mais situações: seis. Depois, há uma com três crianças infectadas e outra com duas (EB 2, 3 Mães de Água). As restantes cinco têm um caso cada, entre elas as secundárias Cardoso Pires e Azevedo Neves.

A delegada de saúde defende que foram tomadas todas as medidas de higiene necessárias "e que não há necessidade de encerrar nenhum estabelecimento".

Ontem de manhã, os pais das crianças das escolas receberam em mão uma nota informativa explicando a situação e as indicações que devem seguir. "Os encarregados de educação têm estado a reagir à situação com calma. De manhã estivemos a esclarecer-lhes as dúvidas", explica Etelvina Calé. (...)

_____
Fonte: Diário de Notícias, 29-09-2009

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Semáforos em Vila Chã: segurança versus trânsito e poluição (atmosférica e sonora) III

Exmo. Senhor Vereador Gabriel Oliveira,

Obrigado pela resposta, no entanto não estou satisfeito com a mesma.

O Sr.Vereador chama-lhes "bandas sonoras", pois eu prefiro as Lombas Redutoras de Velocidade (LVR). De facto, a colocação de lombas em zonas residenciais que não sejam as do tipo sinusoidais/trapezoidal/circular (3 tipos de LVR) irão prejudicar o descanso dos moradores porque a passagem pelas mesmas resultará num grande nível de ruído.

Quando define a Urbanização Casal de Vila Chã como residencial, julgo que está equivocado, visto que a mesma é servida para o atravessamento rápido da cidade nas "horas de ponta". Uma zona tipicamente residencial não é utilizada para evitar o imenso trânsito do centro da cidade da Amadora. Esta urbanização só voltará a ser uma zona residencial quando grande parte do trânsito de hoje passar para a avenida (das palmeiras/Rua 39) que está a norte e paralela à urbanização e que continua por terminar.

É do meu conhecimento que o Sr. Vereador pretende construir "bandas sonoras" na avenida principal da urbanização vizinha Serra das Brancas. Segundo o Sr. Vereador,

"Assim, cumpre-nos informar V. Ex.ª que se encontra prevista, a colocação de bandas sonoras no eixo principal da Avenida Dr. Luís Sá, que liga a Avenida Humberto Delgado à Urbanização do Casal das Brancas." (sic)

Ambas as urbanizações não são zonas residenciais? Qual é a diferença?

Sem outro assunto, os melhores cumprimentos,

Vítor Santos


PS: aconselho a visitar o site da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (http://www.ansr.pt/)


____
Nota: e-mail enviado por Vítor Santos, em 22-09-2009, para o Gabinete do Vereador Gabriel Oliveira, com o conhecimento do Gabinete da Presidência, Gabinete de Vereadores do PSD, Gabinete de Vereadores do PCP, Junta de Freguesia de São Brás, Junta de Freguesia da Mina, Concelhia do BE, Concelhia do CDS-PP e do nosso blogue


Mais informações em:
Semáforos em Vila Chã: segurança versus trânsito e poluição (atmosférica e sonora)
Semáforos em Vila Chã: segurança versus trânsito e poluição (atmosférica e sonora) II

domingo, 27 de setembro de 2009

Moradores pedem rampa de acesso e recebem escada improvisada



____
Nota: e-mail enviado por Filipe Cruz

DGS identifica surto de gripe A numa escola na Amadora

A Direcção-Geral de Saúde revelou, esta sexta-feira, que há um surto de gripe A na Escola EB1 Mina de Água, na Amadora. Ainda ainda, não está colocada a hipótese de encerramento do estabelecimento, mas os encarregados de educação exigem a desinfecção da escola.

As autoridades sanitárias estão a seguir este caso, desde quarta-feira, após a confirmação de quatro casos de gripe A.

Em declarações à TSF, Etelvina Calé, da DGS, disse haver várias crianças que estão em casa, supostamente contaminadas com o vírus H1N1.

«Os dados que temos, neste momento, apontam nesse sentido. Temos algumas análises positivas, alguns meninos doentes a faltar à escola e estamos em pleno estudo do surto», revelou.

A responsável sublinhou, no entanto, que não se coloca, para já, a hipótese de encerramento desta escola.

Ainda assim, segundo constatou a TSF no local, muitos encarregados de educação estão à porta do estabelecimento para retirar os filhos, assegurando que, por receio de contágio, só regressarão após uma desinfecção.

_____
Fonte: TSF, 25-09-2009

____
Nota: e-mail enviado por Filipe Cruz

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Sugestão Cultural

Escola Aberta do Património - 7º Ciclo de Palestras
Vila Chã

Os achados arqueológicos de superfície
Necrópole de Carenque - o sítio arqueológico
O Casal de Vila Chã

26 de Setembro | Das 14:30 às 17:00

Núcleo Museográfico do Casal da Falagueira, Parque Aventura, Beco do Poço



Recriação histórica na Necrópole de Carenque
O Museu Municipal de Arqueologia, em colaboração com a Associação de Arqueologia da Amadora (ARQA), vai mostrar como se vivia na Amadora há cerca de 5 000 anos. Para tal, elementos da ARQA irão demonstrar algumas actividades económicas que se praticavam na época, como a olaria, tecelagem e caça. Os visitantes poderão também testemunhar como se comia, e ainda assistir à recriação de um enterramento.

27 de Setembro | Das 14:00 às 16:30

Núcleo Monográfico da Necrópole de Carenque, Avenida Luís de Sá, Serra das Brancas (ver no mapa)