Colabore com o blogue

A partilha de informações e novidades são uma óptima forma de conhecermos melhor o local onde vivemos. Se tiver interesse em colaborar com o blogue, por favor envie as suas mensagens para o nosso contacto.
Para conseguirmos ter o que comprámos, é dever de todos os vizinhos zelar pelo cumprimento do plano de urbanização do Casal de Vila Chã e a correcção de erros já detectados.

Acompanhe os comentários a Promessas por cumprir.

domingo, 24 de maio de 2009

Palavras[varandas] para quê?!

14-03-2009


Mais informações em:
Ó careca tira a bóina
A cidade ficou refém da ditadura do alumínio
Alterações nas fachadas têm de respeitar direitos de autor

46 comentários:

Anónimo disse...

INFELIZMENTE! ACONTECEU!

Já se começam a ver as primeiras "marquises" tão tradicionais nos velhos e horrendos centros hurbanos.

Por favor,
caros vizinhos,
caros proprietários,
caros...etc
vamos todos manter a agradável e apelativa imagem da Urbanização com amplas e saudáveis varandas, que tanta liberdade e frescura trazem para as nossas casas.

Pessoalmente, condeno estas opções desde sempre. Gostava que a esmagadora maioria partilha-se desta minha opinião. Não gostava nada de ver a "nossa" com varandas de alumínio, ou de outra coisa qualquer.

Infelizmente, já pelo menos dois apartamentos "aderiram" a esta moda em desuso, ultrapassada e esteticamente repreensível.

Fico "arrepiado" só de pensar na transformação visual das maravilhosas varandas desta urbanização caso seja seguido o exemplo reportado na foto.

POR FAVOR: NÃO FAÇAM ISTO!

Seth disse...

Julgo que isto não é possivel de fazer livremente, só com autorização do condomínio, certo?

Cumprimentos
Nuno (Urb Neudel)

Anónimo disse...

Só é possível fechar varandas se existir autorização da assembleia de condóminos e da CMA. Penso que a CMA não está a autorizar este procedimento. Denunciem enviando email com as fotos e identificação da fracção.
Apenas 1 palavra para descrever as varandas fechadas na vila chã - Bimbalhada!

Luís Oliveira disse...

Permitam-me que vos diga que esta fotografia está desactualizada, pois neste momento o andar por debaixo (mas do lado esquerdo) da varanda que se pode ver fechada nesta fotografia também já fechou a sua varanda! Resta-me ainda acrescentar que no prédio ao lado também já existe uma varanda fechada. Portanto, um total de 3 varandas fechadas só nestes dois prédios! Se formos avançando a este ritmo, daqui por uns 2 anos Vila Chã vai estar bem diferente... para pior, claro!

Ana disse...

Existem de facto 3 varandas fechadas nestes 2 prédios.
Não sou a favor nem contra...
Passo a explicar, se toda a gente que quiser fechar varandas tiver o cuidado de, pelo menos usar materiais iguais aos da restante habitação, como foi feito por estes 3 condóminos, não me choca minimamente que estejam fechadas. O que eu não acho piada nenhuma é ao facto de colocarem materiais que não têm nada a ver com a restante construção e que acabam por destoar do prédio em si... isso sim... acho mal!!!

Saudações vizinhas

Anónimo disse...

Nem acho que choque assim tanto...

Anónimo disse...

bem... mais um caso, isto faz-me lembrar um aqui postado a uns tempos en relaçao aos carros en cima dos passeios, a falta de civismo das pessoas, e digo ja que sou contra as varandas fechadas aqui na urbanizaçao, por isso policia municipal olho aberto e toca a passar multas, mas tambem se existi-se um livro de reclamaçoes da urbanizaçao, era giro, 1º os construtores que dizem que venden andares de luxo, e cujo luxo nao ten nada... 2º os compradores dos andares e lojas ( comercio), que rspeito pelos vizinhos de nada ten.

Lote Amarelo disse...

Realmente não entendo... Se for com o alumínio todo igual já não choca fechar varandas??!!! Mas se estas casas foram compradas novas e se já tinham varandas porque razão querem fechá-las? Se escolheram viver num bairro que até é minimamente organizado em termos arquitectónicos, se escolheram viver num prédio que até tem uma arquitectura interessante, não acham que isto é uma ofensa ao trabalho do arquitecto?
Continuo a achar que, com cores de alumínio iguais ou diferentes, o nosso dever é denunciar o caso e contribuir para que, o mais rapidamente possível, as marquises sejam removidas.

LMVS71 disse...

O meu conselho (desculpem a leviandade) é denunciarem as respectivas marquises à Policia Municipal enviando as respectivos fotos em anexo e tentando descrever o local onde as mesmas se encontram.

O endereço de email é policia.municipal@cm-amadora.pt

Eu próprio já apresentei queixa de um vizinho meu que também fechou a parte do seu terraço num local em tudo semelhante com uma varanda (fica por debaixo das varandas pos pisos superiores). Veio cá a Policia Municipal, informou o vizinho em questão de quem apresentou queixa, notificou-o para corrigir a situação e agora o processo está em curso.

Aquando da apresentação da queixa informei que dispunham de 90 para responderem e resolverem o assunto. Informei ainda que expirado o prazo e caso a situação se mantivesse na mesma iria proceder judicialmente contra os serviços camarários por incumprimento dos seus deveres.

Anónimo disse...

Vergonhosa, é a atitude egosita de quem fecha as varandas, e altera esteticamente os edificios que compõem a urbanização. mas que fazer, aguardar pelo bom senso não basta já se viu, aguardemos que a policia faça o seu trabalho, e que os restantes vizinhos não sigam os maus exemplos estéticos.

Anónimo disse...

Ha coisas tão mais importantes para a policia fazer que andar a ver se há varandas fechadas ou n..realmente!!

Há coisas tão mais importantes..como os acidentes na urbanização, os carros mal estacionados..agora varandas fechadas (que por sinal até nem está asism tãi mal)..???

REALMENTE!!!

Anónimo disse...

Verifica-se uma elevada sensibilidade de vários intervenientes do presente blog, em assuntos que envolvem vizinhos, contrariamente a tantos outros assuntos abordados sobre cultura, lazer, politica, entre outros.

Insiste-se numa cultura de bairrismo, que nos remete aos anos 70 e 80 onde as “comadres” se encontram na rua para discutir a vida de terceiros e não os princípios de boa vizinhança e regras de convívio social.

Verdadeiramente absurdo e que efectivamente cria um desagradável choque visual, são as tradicionais cordas esticadas de parede a parede numa varanda e suportadas por uma vassoura para suster o peso da roupa ali estendida.

Anónimo disse...

De facto "até nem está assim tão mal", mas continua a estar mal! Ou não?

Anónimo disse...

Quando se aludiu no comentário de 26/05/09, para se aguardar que a policia efectuasse o seu trabalho, obviamente queria-se referir à policia municipal. sempre se dirá para esclarecimento dos demais participantes do forum que as diferentes autoridades policiais existentes em Portugal, têm as suas competências delimitadas, pelo que para acidentes rodoviários, furtos/ roubos (que é um furto perpetrado com violência)a competência não será da policia municipal, a qual tem assim tempo para se dedicar às suas funções, entre as quais se inclui averiguar da existência de alterações, não autorizadas, e ilegais, nas fachadas dos edifcios.

E sendo certo que não me joga a "marquise" cuja foto consta no blog, ela revela uma tendência que todos deveriamos repugnar, popis é tanto atentado estético as marquises como os graffitis.

Anónimo disse...

Permitam-me lançar um repto.
Tirem fotografias e discutam intensivamente, sobre os dejectos dos animais de estimação de alguns residentes desta nossa Urbanização da Vila Chã, que carecem de uma severa sanção.

Pois no passado mês de Abril, estava no pátio existente nas traseiras da farmácia, a brincar com o meu filho, quando infelizmente ele caiu e acabou por aterrar num monte de “m…” lá deixado por um desses animais, como devem imaginar, além do momento aflitivo e de nojo que o meu filho passou, (para quem é Pai, entende o que quero dizer) a sua roupa foi para o lixo e parte da perna intensivamente desinfectada, como óbvio.

Questão pertinente.

Tenho que aplicar um rácio de 90/10 para as probabilidades de ser um animal de estimação de um suposto vizinho em 90 e de 10 para um animal que simplesmente tenha passado por aqui e lembrado de deixar um presente.

Pergunto aos proprietários desses mesmos animais de estimação;
Se os seus animais decidirem defecar no interior do vosso apartamento em cima de um belíssimo tapete, qual a vossa reacção?

Dão-lhe umas palmadas?
Gritam com o animal?
Ficam furiosos(as)?

Ao permitirem os seus “amigos (as)” defecarem numa zona pública sem que as apanhem e coloquem no lixo, não se sentiriam invadidos pelo nojo e consternação social, ao verem um individuo (homem/mulher) a defecarem á porta do edifício ou garagem onde residem?

Qual a vossa reacção?

O direito a defecar em momentos de extrema necessidade também assiste aos humanos, certo?

Tal como a obrigação, de assim limparem os dejectos por eles deixados.

Relativamente aos animais, se os mesmos ainda não desenvolveram a capacidade de serem os mesmos a limpar, a quem cabe essa obrigação moral, cívica e jurídica?

Julgo que falar assim tanto dos vizinhos, pelo dinheiro que gastaram do seu orçamento familiar sem afectar o de terceiros, para aplicação de umas janelas que obedecem a regras de materiais, textura e cromatismo, já chega.

Fala-se da remota hipótese de essas mesmas varandas servirem de zona de arrumos desordenada e esteticamente horrenda comparando com as tradicionais marquises de edifícios dos anos 60 e 70, dos quais um apartamento T2 tem em média uns meros 65m2, sem roupeiros embutidos, sem arrecadação e sem garagem, agora pensem um pouco.

Será que num apartamento na Vila Chã, com um preço médio de 170.000,00€, adquiridos por uma faixa etária predominante entre os 22 e os 40 anos, com uma área interior superior a 95m2, com roupeiros embutidos, com arrecadação e com garagens ou zonas de arrumos em parqueamentos, irá surgir esse “tipo” de marquises, tão temidas?

Já agora, mudando de assunto, qual será a equipa vencedora hoje á noite?

Manchester ou Barcelona

Cumprimentos a todos e que ganhe quem marcar mais golos.

Joaquim Bastinhas disse...

Prefiro 1000x uma corda da roupa do que uma marquise.

Anónimo disse...

Pois eu acho bem mais feio ter as varandas com cordas de roupa!

Aos fundamentalistas anti-marquize: afinal a roupa estendida de ponta a ponta das varandas, não vos faz doer a vista? Não estraga a estética do prédio?

Eu só acho que é um exagero a forma como falam do nosso "Maravilhoso Bairro", e a forma como se metem na vida das pessoas!

Anónimo disse...

Entao e os gradeamentos nas janelas dos res-do-chão?
Esse ficam bonitos? Alguem consultou o autor do projecto para colocar as respectivas grades?
Deixem de se meter na vido dos outros e cuidem da vossa. Se fere tanto a vista uma varanda fechada, a mim choca-me mais a falta de respeito no estacionamento em cima dos passeios, os caezinhos nos jardins, a falta de civismo no transito, a seguranca, a lacuna de infraestruturas basicas, como os moloks....
Preocupem-se com coisas realmente importante.
Arranjem uma vida e deixem de ter inveja de quem tem a possibilidade de fechar uma varanda.
Num pais com tantas horas de sol, vamos colocar a roupa na maquina de secar, so porque fica inestetico ter roupa estendida na varanda? Aumentar o consumo de energia com as consequencias que dai advêm para o ambiente?
Eu continuo a dizer: Arranjem um hobbie e deixem de se meter na vida dos outros so porque sim.

Anónimo disse...

Caros srs.anónimos que dão a entender que não moram na vila chã,

Os srs. sim estão a meter-se onde não são, efectivamente, chamados. Brinquem ao alumínio nos vossos bairros sff.

Anónimo disse...

Enviei hoje mais uma denúncia de nova varanda fechada, e venho solicitar a vossa ajuda para fazer o mesmo.

O endereço para o qual deverão remeter as fotos é:

policia.municipal@cm-amadora.pt

Um abraço.

Maria disse...

Como é que as pessoas nao percebem que não podem fechar varandas só porque lhes apetece!
Oh sr(a) anónimo..acha que quem compra casa na Vila Chã, não tem possibilidades (€€) para fechar uma varanda..por favor! Trata-se de bom senso!O prédio por fora não é seu!

No meu futuro prédio que estiver a pensar em fechar varandas está muito enganadinho!

Anónimo disse...

Decididamente aqueles dois lotes com três varandas fechadas são só o começo pois existem já mais pessoas interessadas no fecho das mesmas. Quanto à policía municipal a mesma nada fa, indo somente às respectivas fracções visualizar o trabalho feito, isto porque obviamente se engana quem pensa que poderá eventualmente pedir a demolição das mesmas. Estão feitas ponto final nada a fazer, agora podem obrigar os respectivos a tirar as necessárias licenças e as mesmas têm valores avultados. Castigo? Sim, será certamente, para a próxima pensarão melhor aos fazer o que querem com a propriedade de todos.
Em relação às cordas da roupa é vergonhoso, até porque estas casas estão equipadas com local próprio para estender a roupa. Qualquer dia quando nos aperceber mos está uma feira implantada no meio de vila de chã!!!

Anónimo disse...

Proponho que se disponiblizem 10 Signatários para elaborarmos uma petição on-line sobre o tema, e a ilegalidade destas aberrações.

lubalécio disse...

"No meu futuro prédio quem estiver a pensar em fechar varandas está muito enganadinho!"

AAHHAHAHAHAH!!! Desculpem, mas isto pareceu mesmo uma frase dita pelo Ricardo Araújo Pereira, num qualquer Sketch do Gato Fedorento...

Caríssimos "vizinhos", há coisas muito mais importantes com que nos preocuparmos, como a questão da segurança, por exemplo.

Deixem-me dizer-vos que sou morador(dos primeiros) de Vila Chã, tenho cão e moro num dos prédios em que se colocaram as janelas - credo, que berrantes e escabrosas que elas são!! - documentadas neste blogue. Relativamente às janelas, deixem que vos diga que não me choca nada. Abomino que fechem as varandas (grandes)... agora uma janela????? Ainda para mais, respeitando a caixilharia original...

Relativamente aos dejectos dos animais, concordo perfeitamente. Acho deplorável não apanharem ows dejectos dos animais. Eu, sempre que vou passear o meu cão - e são, pelo menos, três a quatro vezes por dia - levo um saquinho e apanho... mas tenho visto "everestes" de - vá lá - cocó que ficam ali a pedir que os pisemos... acho mal! Muito pior que aquelas varandas (aliás, janelas) que não atrapalham a vida de ninguém.

Pior que as janelas, e já alguém referiu isso mesmo, são os inacreditáveis estendais pendurados nas varandas para que toda a gente veja as peúgas rotas e a lingerie sexy (ou não, na maioria das vezes) das senhoras... e dos senhores!!!

Preocupemo-nos com coisas mais importantes, como é o realojamento das famílias do bairro de Sta Filomena. boa?!

Bem hajam,

Joaquim Bastinhas disse...

Não sou da mesma opinião. Se alterar fachada do predio é ilegal, não consigo estar de acordo que as pessoas o façam com impunidade. É como conduzir bêbado... era só um bocadinho senhor agente. ;)

Maria disse...

Ainda bem que não o chocam, pois a mim e a muita gente choca! Nao se esta a "preocupar" com a roupa estendida? Então respeite a quem não gosta de ver a estética de um prédio alterada sem autorização!

lubalécio disse...

Sem autorização? Se colocaram as janelas foi porque tiveram autorização do condominio... e que eu saiba, isso não é "como conduzir bêbado"... até porque se um amigo meu consentir que eu conduza bêbado e ainda assim a policia me mandar parar, corro sério risco de ser punido. Neste caso não me parece que isso aconteça, até porque não se trata de uma alteração de estrutura.

No entanto, compreendo que se choque por ver uma janela da cor da caixilharia do prédio que em nada altera a estrutura da fachada... há quem tenha medo de gafanhotos... ou de palhaços!!! O que fazer?!

Respeito a sua indignação, como respeito a pessoa que tem medo de gafanhotos... ou de palhaços. É disso mesmo que estamos a falar - ou deviamos estar - respeito. Na minha opinião, as alterações efectuadas não ferem o desenho da urbanização. E, ao que parece, na opinião dos condominios que as autorizaram também não... caso contrário, essas alterações não teriam sido feitas!

Vítor disse...

Já tinha referido noutro post, mas volto a referir neste:

As alterações têm que ter autorização do autor do projecto de arquitectura, visto que este está coberto por direitos de autor. O blog tem um tópico a falar sobre isso em:

http://vila-cha.blogspot.com/2009/03/alteracoes-nas-fachadas-tem-de.html

A autorização deveestar de acordo com o número 3 do artigo 1422º do Código Civil. Isto é, "as obras que modifiquem a linha arquitectónica ou o arranjo estético do edifício podem ser realizadas se para tal se obtiver prévia autorização da assembleia de condóminos, aprovada por maioria representativa de dois terços do valor total do prédio".

E no que diz respeito à autorização camarária, consulte o Regime de Urbanização e Edificação em:

https://servicos.portalautarquico.pt/enterprise/

e

http://www.anmp.pt/anmp/age/conf/2008/rjue/60_2007.pdf

O seu condomínio tem um Regulamento de Condomínio? Consulte o artigo 1429º do Código Civil.

Luis Freixo disse...

A maioria das pessoas que deu opinião está contra as varandas fechadas..curioso nesse prédio ter toda a gente concordado! Já percebemos que uma é do sr lubalécio..
Mau gosto! Tanta casa sem varandas, enfim!

[PCC] disse...

Perdoem-me a ignorância,
mas como é que alguém compra um descapotável para depois transformar o grande cabrio num carro vulgar com tejadilho?
Não entendo.
Para isso, porque não compraram logo um familiar, ou um carro vulgar?
Cumprimentos a todos aqueles que vetam o sim às marquises.
E não estou preocupado com os 3 casos já existentes, estou sim preocupado com o facto de ser uma triste moda em Portugal, e a urbanização ter 98 prédios. Se cada prédio tiver 3 casos destes, estamos a falar de uma urbanização 25% "enmarquisada". Se não vejamos:
98 prédios, com uma média de 6 andares = 588 andares. Se cada tiver 2 inclinos (alguns têm até 4) estamos a falar de 1176 fracções.
Então, se tivermos uma média de 3 andares com marquises: 98 x 3 = 294 fracções "enmarquisadas".
Portanto, 294/1176 = 0,25
Este rácio projectado no descapotável, teríamos então um lugar coberto e 3 descobertos (considerando descapotáveis de gama média, com 4 lugares: 4 x 0,25 = 1. Ficaria lindo, prático e principalmente atraente e apelativo!
Quando é que entendem que ao colocarem marquises nas vossas fracções, estão a DESVALORIZAR, a vossa fracção, o vosso prédio, mas principalmente a URBANIZAÇÃO Não OLHEM APENAS PARA O VOSSO UMBIGO!

[PCC]

lubalécio disse...

Sr Luis Freixo,

Também sou contra fecharem as varandas. Mas não é disso que se trata. Se, por acaso, se der ao trabalho de se chegar perto dos ditos prédios - com cautela, não vá a imagem ferir-lhe muito a vista - vai, certamente, reparar que não se tratam de VARANDAS, mas sim de pequenos anexos de 4m2 (se tanto) que foram fechados. As varandas, propriamente ditas, continuam abertas e assim deverão continuar. Na minha opinião - que não será a sua, certamente - as alterações (leia-se colocação de uma janela) deveriam até ter sido contempladas aquando da construção do prédio, porque não faz sentido nenhum ter aquele espaço diminuto aberto.

Mas é só a minha opinião... o Sr. seguramente terá outra...

P.S. - A minha varanda não está fechada!

Luis Freixo disse...

Exactamente..não é a minha opinião!
Apesar de ficar menos feio, fica feio na mesma!
E concordo com o sr PCC..desvaloriza o prédio, bem como a urbanização!

ADV disse...

E agora pergunto eu? Algium dos condóminos que ilicitamente fechou as suas varandas foi advertido, multado ou processado pelas Entidades competentes???? NÃO , NENHUM!!É o país que temos

Sandra Esteves Maurício disse...

Como moradora em vila chã só espero que não se venham meter na minha vida como eu vejo aqui...senão mando-os para o outro lado!!

Anónimo disse...

Até falam da roupa que as pessoas tem estendidas e desde quando é que o estendal que as varandas tem dá para alguma coisa. Ah pois é dá para quem manda lavar a roupa e se estão roupas intimas estendidas ainda bem é sinal que as pessoas não são porcas. Francamente daqui a pouco vão chamar a policia porque tenho no estendal umas cuecas fio dental... Mas a maior parte da população em vila chã não trabalha? é que para andar a reparar na roupa dos vizinhos.

Anónimo disse...

De facto é pena que as instituições não funcionem e que não se apliquem as coimas correspondentes a esta infracção. No meu lote infelizmente também um bimbo decidiu "marquizar" parte da sua varanda, e ainda por cima de cor diferente. Só estou à espera da próxima reunião de condomínio para me poder manifestar e se for o caso fazer queixa às entidades competentes.

Anónimo disse...

Em Vila Chã:

"CACHORRO TEM JARDIM
CRIANÇA FALTA CANIL"

Isto, sim, deveria ser debatido e resolvido.

Uma criança não pode frequentar as zonas verdes de Vila Chã invadidas e conquistadas pelos cães e emporcalhadas pelos seus dejectos.

Uma vergonha e uma enorme falta de respeito dos donos desses cães que os soltam mal chegam ás zonas verdes e os deixam cagar e mijar onde bem lhes apetece sem se preocuparem em limpar a porcaria dos seus dilectos animais.

Por acaso já repararam que as zonas verdes são aqui o paraiso dos cães? Nem uma criança ali se vê a brincar, como seria natural.

Uma vergonha!

JM disse...

De facto é uma realidade bem triste e visível a toda a gente.
Ainda não tenho crianças e são poucas as vezes que percorro os passeios de Vila Chã, mas mesmo assim, este problema crescente dos presentinhos dos cães incomoda-me. E ainda não chegou o Verão caríssimos… pode parecer um exagero mas com o tempo mais quente, não será apenas o incomodo visual e a castração das crianças no que toca à liberdade de andarem livremente, como iremos certamente notar um cheiro menos próprio. Acham que não?
Note-se que sou amigo dos animais e um dia penso vir a ter também um cãozinho (quando tiver condições para isso), mas vivemos em sociedade e teremos de agir como tal.
Por outro lado, não podemos negar aos vizinhos o direito de terem o seu animal de companhia mesmo sabendo que o pobre bicho tem as suas necessidades e que as mesmas estão a colidir com os interesses de parte dos moradores.
Uma solução? Já se conseguiu a colocação de Moloks, sugiro estudar-se a viabilidade de implantação de WC´s para os animais de estimação como existe já em certas localidades. Ocorre-me agora o Príncipe Real.
Terá depois de existir o comprometimento dos donos levarem a passear os seus amiguinhos até estes pontos...

Victor Azevedo disse...

Aplaudo a sugestão de JM e seria muito bom que ela fosse posta em prática para bem de todos os habitantes de Vila Chã.

Também sou amigo dos animais e não tenho nada contra o prazer das pessoas terem os cães de que gostam mas sou muito mais amigo das crianças e acho que tudo devemos fazer para as fazer crescer em ambiente bonito, agradável e saudável.

Como as coisas estão é totalmente impossível as crianças brincarem nos jardins de Vila Chã porque aqui mandam os cães perante a passividade e o prazer dos seus donos. Chegam aos relvados, soltam os animais da trela e os cães ficam reis e senhores do espaço. Entretanto, tenho observado, não chegará a 1 em cada 10 os donos que apanham os dejectos (sólidos, porque líquidos, ali ficam....)...

Moro junto a esses jardins e posso garantir-vos que, por exemplo, hoje de manhã, e só depois de estar a observar, porque o cão e sua dona já ali estavam quando cheguei, vi um cão urinar 7 (sete!) vezes em vários locais de um canteiro com 20 m2 e defectar uma vez num espaço de poucos minutos (talvez 5), perante a passividade da dona.

Uma vergonha! Uma vergonha e uma porcalhice que terá de ser alterada a bem de todos!

Vila Chã disse...

Caros vizinhos,

Ultimamente são vários os comentários publicados aqui que fogem ao tema. Por favor, façam comentários no contexto deste artigo.

Obrigado.

Victor Azevedo disse...

Concordo com o reparo e também acho que não devemos sair dos temas dos tópicos mas como não vi onde podia comentar a vergonha que se passa na urbanização com os cães a fazerem dos nossos relvados como que uns verdadeiros WC, impedindo assim o seu uso pelos humanos e sobretudo pelas crianças, foi aqui que encontrei razão para o fazer.
Se já foram abertos tópicos para tão importantes e válidos assuntos, porque não abrir também um tópico para esta premente questão, ainda que possivelmente não seja do agrado de uma eventual minoria?

Vila Chã disse...

Caro Victor Azevedo,

Ficam aqui dois endereços de pesquisas sobre o tema:

http://vila-cha.blogspot.com/search?q=c%C3%A3es

http://vila-cha.blogspot.com/search?q=c%C3%A3o

Espero que tenha ajudado.

Cumprimentos.

Victor Azevedo disse...

Muito obrigado!
Vou visitar.

Jonny disse...

Muito Boas Tardes,

A questão apenas se resume a um Factor: LEI.
Está dentro da Lei??...sim, muito bem..... Não, terá que ser responsabilizado.

Como se diz: O Desconhecimento da Lei não favorece Ninguém!!

Simples.

Anónimo disse...

acho mesmo que estas pessoas nao tem mais nada que fazer senao olhar para a vida alheia... qual o problema de fechar se respeitarem o tipo de construçao e material? ao longo da vida as nossas necessidades vao-se alterando, com necessidades extra de arrumos e mesmo as intemperies vao estragando as varandas, porque nao fecha-las e se usarem mais desta forma? estou a ver que nesta urbanizaçao há uma data de pessoas sem nada para fazer. eu nao sou ai moradora mas depois de ver tanta cuscuvelhice e queixinhas nao me parece boa ideia ir ai morar....

Anónimo disse...

Qual é o lote?