Colabore com o blogue

A partilha de informações e novidades são uma óptima forma de conhecermos melhor o local onde vivemos. Se tiver interesse em colaborar com o blogue, por favor envie as suas mensagens para o nosso contacto.
Para conseguirmos ter o que comprámos, é dever de todos os vizinhos zelar pelo cumprimento do plano de urbanização do Casal de Vila Chã e a correcção de erros já detectados.

Acompanhe os comentários a Promessas por cumprir.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Orçamento Participativo 2012: proposta pirata?!

Caros vizinhos,

Na lista de divulgação das propostas apresentadas pelos munícipes, nomeadamente os de Vila Chã, não consta qualquer referência ao conteúdo da "proposta" aceite e a incluir nas Grandes Opções do Plano 2012 (ver aqui). O mais engraçado é que este blogue, em 28 de setembro de 2008, apresentou "esta" proposta a propósito da conclusão dos 110 metros da "avenida das palmeiras".

"(...) Não faz qualquer sentido concluir a avendia em viaduto, até porque poucas pessoas tinham a ganhar com a sua construção, excepto algum empreiteiro. A Amadora está cheia de rotundas, mas acho que no local junto à Escola 2+3 Cardoso Lopes e à Sub-estação da EDP faria todo o sentido existir "mais uma". Desta vez o dinheiro seria certamente bem aplicado!

Junto à Sub-estação da EDP irá ser construída a Divisão da PSP da Amadora e que para intervir terá a necessidade de circular rapidamente, logo a rotunda próximo das suas instalações seria uma vantagem. Alguns dirão que a rotunda iria trazer muito trânsito nas imediações da Escola 2+3 Cardoso Lopes, o que aumentaria a insegurança das crianças; concordo!

No caso de alteração de projecto (de um viaduto para uma rotunda) sobraria muito dinheiro, o que permitiria a construção de uma nova entrada da Escola 2+3 Cardoso Lopes numa das avenidas de Vila Chã (Av. António Ribeiro Chiado), próximo do local onde irá ser construída a nova escola básica e jardim de infância. (...)"


Parece que a proposta do blogue fazia sentido. Agora só falta terminar os 110 metros da "avenida das palmeiras"!


Mais informações em:
110 metros sem palmeiras
110 metros sem palmeiras II
Divulgação das Propostas Apresentadas para o OP 2012
Orçamento Participativo 2012: divulgação das propostas aprovadas

Orçamento Participativo 2012: divulgação das propostas aprovadas

(...) A Câmara Municipal da Amadora promoveu, pela segunda vez, o processo de Orçamento Participativo, reservando no seu orçamento municipal um total de 655 mil euros para a concretização das obras.

No decorrer da fase de apresentação de propostas para o OP 2012, através das reuniões de trabalho nas freguesias e da consulta pública na Internet, foram apresentadas 253 ideias/propostas, das quais 110 via endereço electrónico. (...)

Devidamente analisadas tecnicamente quanto à sua viabilidade de execução, foram incluídas nas Grandes Opções do Plano um total de 19 propostas, uma das quais diz respeito à zona de Vila Chã:

Avenida Pedro Álvares Cabral e envolvente da sede do Agrupamento Cardoso Lopes – Reformulação do cruzamento e alteração da portaria da Cardoso Lopes.

_____
Fonte: Câmara Municipal da Amadora, 23-12-2011


Mais informações em:
Divulgação das Propostas Apresentadas para o OP 2012

sábado, 10 de dezembro de 2011

Divulgação das Propostas Apresentadas para o OP 2012

No decorrer da fase de apresentação de propostas para o OP 2012, através das reuniões de trabalho nas freguesias e da consulta pública na Internet, foram apresentadas 253 ideias/propostas, das quais 110 via endereço electrónico.

Propostas por freguesia

Alfornelos: 17
Alfragide: 22
Brandoa: 9
Buraca: 26
Damaia: 28
Falagueira: 16
Mina: 22
Reboleira: 3
São Brás: 47
Venda Nova: 4
Venteira: 34
Mina / São Brás: 1
Venteira / Mina / São Brás: 1
Amadora: 23

Total: 253

As ideias/propostas foram remetidas aos serviços competentes da Câmara, afim de serem analisadas tecnicamente quanto à sua viabilidade de execução.

Desta apreciação, resultará um conjunto de projectos de acções/obras que será integrado nas Grandes Opções do Plano e Orçamento 2012.

Identificação das ideias/propostas:

Freguesia da Mina / Freguesia de São Brás | Vila Chã

Proposta nº 87 - Av. Pedro Álvares Cabral: Colocação de semáforos com detecção de velocidade; Colocação de passadeira junto aos lotes 71 e 72; Colocação de pinos nos passeios de forma a impedir o estacionamento abusivo.

Proposta nº 88 - Urbanização de Vila Chã: construção de espaços verdes, conclusão dos arranjos paisagísticos, colocação de árvores nos canteiros existentes.

Proposta nº 89 - Conclusão do passeio da Rua 39 / Avenida das Palmeiras, desde a rotunda da Avenida Artur Semedo à rotunda da Estrada da Serra da Mina.

Proposta nº 174 - Colocação de contentores e ecoponto junto ao n.º 50 da Av. Pedro Álvares Cabral.

Proposta nº 175 - Fiscalização da Polícia Municipal na limpeza das ruas, incidindo na sensibilização dos donos para a remoção dos dejectos caninos.

Proposta nº 178 - Construção de piscina municipal na Mina.

Proposta nº 179 - Remoção da escada em frente ao n.º 50 da Av. Pedro Álvares Cabral que dá acesso aos quintais (por questões de segurança).

Proposta nº 180 - Pintura das passadeiras junto à EB/JI Aprígio Gomes.

Proposta nº 181 - Criação de zonas verdes na Urbanização de Vila Chã.

Proposta nº 190 - Requalificação das traseiras da Av. Canto e Castro (os espaços verdes não são regados).

Proposta nº 220 - Construção de parque infantil na Urbanização de Vila Chã.

Proposta nº 221 - Construção de ciclovia entre a Urbanização de Vila Chã e o Parque Aventura.

Proposta nº 222 - Construção de rotunda no cruzamento das Av. Cottinelli Telmo e Av. Carlos César, com o intuito de redução da velocidade e da sinistralidade rodoviária.

Proposta nº 223 - Construção de campo de jogos na Urbanização de Vila Chã.

Proposta nº 224 - Construção de um Parque Natural: dotado de arvoredo, espaços verdes, ciclovia, instalações sanitárias, piso acessível (em alcatrão, terra batida), sem mobiliário urbano ou desportivo; numa fase posterior, serem construídos na sua periferia campos de ténis, piscina, campo de jogos e parque infantil.

Proposta nº 225 - Colocação de lombas redutoras de velocidade nas Av. Cottinelli Telmo e Av. Fernando Valle.

_____
Fonte: Câmara Municipal da Amadora


Mais informações em:
Orçamento Participativo: Propostas 2010
Orçamento Participativo 2012
Orçamento Participativo 2012: Reuniões de Trabalho nas Juntas de Freguesia
Orçamento recebe sugestões

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Orçamento recebe sugestões

São mais de 250, as propostas de munícipes recebidas pela Câmara da Amadora para incluir no próximo orçamento municipal. Foram recolhidas em reuniões realizadas nas onze freguesias do concelho e através da página do município na Internet. A freguesia de São Brás foi a que acolheu o maior número de sugestões, com 47 propostas, seguida da Venteira com 34.

O Orçamento Participativo arrancou na segunda semana de Setembro e prolongou-se até 31 de Outubro, com a realização das reuniões públicas em todas as freguesias do concelho. Das 253 ideias ou propostas apresentadas, 110 chegaram por via de endereço electrónico. A maioria das propostas apresentadas diz respeito à protecção do meio ambiente e conservação da natureza, como sendo a criação de zonas verdes ou parques, mas também sobre o ordenamento do território, como a criação de passeios. Mas, se por um lado a freguesia de São Brás obteve 47 propostas, na freguesia da Reboleira houve uma baixa participação com a apresentação de apenas três projectos.

No entanto, houve uma evolução em relação à participação do ano passado, o primeiro ano em que decorreu o Orçamento Participativo. Este ano houve uma acréscimo de quase uma centena de intervenções.

As propostas recolhidas foram remetidas aos serviços técnicos da câmara, onde serão agora analisadas tecnicamente quanto à sua viabilidade de execução. Se assim for, serão incluídas no próximo Orçamento da Câmara Municipal.

À semelhança do ano anterior, as acções a incluir nas Grandes Opções do Plano e Orçamento 2012 “serão seleccionadas em função de critérios de relevância, contributo para o reforço da coesão social e territorial que constitui um objectivo estratégico de desenvolvimento do município e de racionalidade económica e financeira”, refere a autarquia.

Para 2012, a Câmara Municipal irá afectar 500 mil euros para as acções propostas pelos munícipes. Parte deste montante servirá ainda para colocar em prática as acções aprovadas no Orçamento Participativo do ano que ainda está a decorrer. (...)

_____
Fonte: Jornal da Região, 22-11-2011

domingo, 27 de novembro de 2011

Câmara Municipal reduz taxa variável de IRS em 0,5%

Tendo em conta a actual crise financeira do país, a Câmara Municipal da Amadora decidiu reduzir em 0,5% a participação variável em IRS dos sujeitos passivos com domicílio fiscal na área do Município dos rendimentos relativos a 2012.

De acordo com a Lei das Finanças Locais, cada Município “tem direito, em cada ano, a uma participação variável até 5% do IRS” cobrado no seu concelho. A Câmara Municipal da Amadora aprovou prescindir de uma parcela deste imposto a favor dos seus munícipes, fixando em 4,5% a participação variável do IRS. (...)

_____
Fonte: Câmara Municipal da Amadora, 25-11-2011

sábado, 26 de novembro de 2011

Taxas de IMI em 2012

(...) Em relação ao Imposto Municipal sobre Imóveis, serão taxados em 0,68% os prédios urbanos não arrendados e não transmitidos, e em 0,38% os prédios urbanos que forem transmitidos no domínio de vigência do Código do Imposto Municipal sobre Imóveis.

_____
Fonte: Câmara Municipal da Amadora, 25-11-2011

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Construção ao lado da escola e do jardim de infância

Boa tarde,

Alguém me sabe informar o que vai sair daquela infraestrutura que estão freneticamente a construir ao lado do Jardim de Infância e da Escola Primária?

Será o Centro de Dia/Lar? Será a piscina?

Muito agradeço que quem saiba partilhe a informação!

Bom fim de semana

Carla Pereira


____
Nota: e-mail enviado por Carla Pereira

-------------------------


_____
Fonte: Amadora sempre em movimento, 05-2011

sábado, 29 de outubro de 2011

Proximidade de transportes faz aumentar IMI

Ministro da Economia e secretário de Estado avançaram hoje que o Governo está a estudar a possibilidade de usar o IMI para financiar o sistema de transportes.

Em declarações ao Económico, depois da audição na comissão de Economia e Obras Públicas, o secretário de Estado, Sérgio Monteiro, explicou que a cobrança de IMI poderá passar a variar consoante a proximidade do sistema de transportes. Ou seja, um imóvel que esteja perto de acessos a transportes públicos pagará mais imposto do que os outros.

"Quem está hoje perto do módulo de transporte tem que pagar mais, mas é por compensação com quem está mais longe do modelo de transporte. Em termos médios estamos a falar do mesmo", explicou o secretário de Estado dos Transportes ao Económico.

Sérgio Monteiro assegurou ainda que "não vai haver perda de receita para as autarquias".

Antes na comissão de Economia e Obras Públicas o secretário de Estado avançou que o Governo está a estudar a possibilidade de utilizar uma percentagem da receita arrecadada com o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para financiar o sistema de transportes.

Posteriormente, confrontado sobre de que forma o imposto pode vir a contribuir para o sistema de transportes, o ministro Álvaro Santos Pereira limitou-se a dizer: "O grupo de trabalho está a analisar esta questão".

"O trabalho que está a ser feito neste momento tem em conta a localização os transportes disponíveis", acrescentou o ministro.

Recorde-se que o Orçamento do Estado para 2012 prevê um aumento das taxas de IMI em 0,1 pontos percentuais e reduzir as isenções deste imposto. A proposta do Governo prevê que as isenções vão ser reduzidas a 3 anos e o valor dos imóveis com insenção não pode ser superior a 125 mil euros.

_____
Fonte: Diário Económico, 28-10-2011

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Redução de freguesias em estudo

No momento em que muito se fala da reorganização administrativa do país, a Câmara da Amadora (CMA) está a preparar um estudo técnico com o objectivo de reduzir o número de freguesias do concelho. Apesar de não adiantar cenários, o presidente da autarquia, Joaquim Raposo, conta ter uma solução pronta “até ao final do ano”.

A discussão da reorganização administrativa da Amadora já está em curso para que “não seja deixado nas mãos dos outros as obrigações da autarquia”, mas também para que não seja feita uma “reestruturação à régua e esquadro”, defende o presidente da autarquia. Joaquim Raposo garante que, no município, “estão a ser ponderados vários cenários”, mas será tudo discutido com as várias entidades, como os partidos da oposição e as juntas de freguesia. “Tem que ser feita uma discussão desapaixonada e não será feita à medida de cada um, mas sim cumprindo um conjunto de regras e atendendo às necessidades das populações”, defende.

O autarca entende que poderá haver uma redução significativa das freguesias, havendo a possibilidade de umas serem integradas nas outras. “Haverá seguramente menos freguesias e algumas poderão mudar de nome”, garante.

Esta discussão começou ainda antes do Governo lançar o Livro Verde da Reforma Administrativa. Este é um documento que define critérios para reduzir para metade no número de freguesias nas sedes dos municípios com maior densidade populacional, propondo também a redução do número de vereadores eleitos e os que exercem as funções a tempo inteiro.

A Amadora tem onze freguesias, sete das quais não cumprem os critérios estabelecidos no Livro do Governo. São dez os vereadores que compõem o executivo municipal, a par do presidente da autarquia.

_____
Fonte: Jornal da Região, 25-10-2011

domingo, 16 de outubro de 2011

Fuga de água no sistema de rega

Boa tarde,

Venho por este meio alertar para uma situação de desperdício de água e ineficiente rega de algumas árvores do jardim sito na R. António Vilar (Traseiras da Av. Carlos César).

Após um serviço de corte de ervas daninhas do jardim um dos funcionários cortou 2 canos do sistema de rega (gota-a-gota) com a máquina usada.

O resultado é um jacto de água com mais de 2 metros de altura que impede que as pessoas circulem livremente no passeio e um outro em que a água já fez uma fossa dentro do canteiro da árvore tal é a força com que sai.

Algumas das árvores adjacentes já começaram a secar uma vez que devido a estas 2 roturas o fluxo de água não é suficiente para as regar (é visível no local que 1 árvore tem as folhas verdes enquanto que as restantes estão todas secas).

Esta situação ocorre entre as 22h e as 23h sensivelmente, hora em que é efectuada a rega dos jardins.

De acordo com a foto em anexo a situação ocorre no 5º e 6º canteiro se considerarmos a contagem da direita para a esquerda.

Apelo desta forma a uma urgente resolução deste problema.

Grato pela atenção dispensada, com os melhores cumprimentos,
Hugo Sousa


____
Nota: e-mail enviado por Hugo Sousa

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Estacionamento abusivo e excesso de velocidade II

Boa tarde,

Não sei se surtiu efeito, mas o certo é que ontem lá vieram colocar os pinos nas restantes passadeiras da Av. Canto e Castro. Nas outras avenidas, não sei ... Mas a este ritmo, a trabalhar de 2 em 2 semanas e somente ao sábado (!!!), talvez daqui por uns 2 meses tenhamos o problema resolvido.

Email enviado no dia 17-09-2011, para:

gab.presidencia@cm-amadora.pt
jfsbras.amadora@netcabo.pt
jfmina@jf-mina.pt
gab.ver.goliveira@cm-amadora.pt

Ainda não obtive resposta...


-------------------------

Exmos. Senhores,

Está quase a fazer um ano desde que vos enviei o mail inicial.

Obtive resposta da J.F. São Brás a informar que iriam reencaminhar o assunto para as entidades competentes. A J.F. da Mina nunca se pronunciou e da CMA recebi uma resposta do Gab. do Vereador Gabriel Oliveira, que se mostrou “muito” preocupado com o tema:

(resposta em 27-12-2010 14:09)

“Exmos. Senhores,
Em referência aos e-mails infra, informa-se que relativamente ao excesso de velocidade, compete a cada condutor respeitar os limites de velocidade estabelecidos na Lei e à PSP fiscalizar o seu cumprimento. Não obstante, com vista a minimizar estas práticas, a Câmara Municipal da Amadora implementou nos vários cruzamentos da Urbanização um sistema semafórico.
Os melhores cumprimentos.”

Efectivamente, passado um ano, finalmente deram início ao processo de colocação de pinos nas rampas de acesso às passadeiras. Refiro início, porque em princípios de Agosto colocaram pinos na maioria das passadeiras da Av. Fernando Vale. Passado mais de um mês (hoje – 17-09-2011) reparo que estão a ser colocados pinos em toda a volta do cruzamento destas duas avenidas, mas não onde existem ainda passadeiras, como na Av. Canto e Castro; Av. António Ribeiro Chiado; Rua Cottinelli Telmo; Av. Artur Semedo e Av. Carlos César que continuam a ser utilizadas indevidamente para estacionamento. Os 35 pinos (aproximadamente) que estão a ser colocados neste cruzamento (que sinceramente até nem fazem grande sentido), chegavam para resolver de imediato o problema das passadeiras, que os moradores civilizados querem ver resolvido. É triste que nos locais que reportei há um ano (em anexo) e onde efectivamente fazem sentido existir, tudo permaneça igual!

Relativamente ao excesso de velocidade, os semáforos são uma falsa questão! A partir das 20h30 encontram-se intermitentes e não existem alternativas (tais como as lombas do tipo trapezoidal) para diminuir a velocidade que os automobilistas praticam nesta Avenida! Desta forma continuamos sem ter direito a usufruir do descanso nocturno e somos obrigados a assistir a espectáculos automobilísticos que este tipo de condutores ainda está livre para praticar. Também esta situação já foi reportada no passado e também ela mereceu a melhor “atenção”, “preocupação” e uma resposta “adequada” por parte do Gab. do Vereador Gabriel Oliveira.

“(...) A colocação de bandas sonoras em zonas residenciais irá prejudicar o descanso dos moradores (...)”

O mail em anexo nunca teve resposta ...

Posso também dizer-vos que aqui na Urbanização a PSP só vem mesmo para comprar frangos! Fiscalizar o cumprimento do limite de velocidade e fazer cumprir as regras de trânsito nunca o fizeram. E quando questionados sobre o assunto e com situações abusivas perante os seus olhos, respondem que têm informações para facilitar e que não podem fazer nada!!!

Encontro-me disponível para qualquer esclarecimento adicional,

Atentamente.


-------------------------

Próximo tema a reclamar: Moloks!

Só uma nota: Ficaria mais contente se houvesse mais participação e intervenção por parte dos moradores da urbanização. Teríamos outro peso e talvez os problemas que relatamos se resolvessem mais depressa (para o bem de todos).

Cumprimentos.


____
Nota: e-mail enviado por moradorvilacha @hotmail.com


Mais informações em:
Estacionamento abusivo
Estacionam​ento abusivo e excesso de velocidade

sábado, 24 de setembro de 2011

(não) Gestores de condomínio

Caros Vizinhos,

No meu prédio já vamos na 3a empresa de gestão de condomínio, e cada uma pior que a outra. Nos temos usado a loja do cidadão (mau e caro), a MS (péssimo péssimo péssimo, não fazem nada e ainda gozam. Nem sabem o que e um mail) e a condger (mau mau mau).

E vocês vizinhos da urbanização, tem tido boas ou razoáveis experiências? Recomendam alguma empresa? Com quem trabalham?

Cumprimentos,
Mário

____
Nota: e-mail enviado por mariomanuel84 @gmail.com

sábado, 17 de setembro de 2011

Sugestão Cultural

Oquestrada

Oquestrada nasce na periferia de Lisboa na viragem do milénio em 2001, do desejo de Miranda e Pablo de criar um musical portátil em forma de uma pequena orquestra de bairro que desse realce à identidade única de cada músico.

Esta pequena orquestra vadia percorreu durante anos Portugal, construindo uma carreira de espectáculos ao vivo e conquistando público de todas as idades. Nestes anos de estrada encontrou uma singular sonoridade portuguesa que narra um país em transição entre o campo e a cidade entre dois séculos. Finalmente em 2009, lançam o seu 1º disco "TascaBeat - o sonho português" e o que até então era segredo de muitos, revela-se ao grande público.

17 de Setembro | 22:00

Parque Central
_____
Fonte: Câmara Municipal da Amadora, 16-09-2011

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Alugar em Vila Chã?

Viva!

Tenho um amigo que está interessado em alugar casa na nossa urbanização. Há alguém por aqui que tenha (ou que conheça alguém que tenha) casa para alugar em Vila Chã?

Desde já agradeço.

Cumprimentos,

Luís Oliveira

____
Nota: e-mail enviado por Luís Oliveira

domingo, 11 de setembro de 2011

Orçamento Participativo 2012: Reuniões de Trabalho nas Juntas de Freguesia

Entre 15 de Setembro e 30 de Outubro, realizam-se as reuniões de trabalho nas Juntas de Freguesia do Município sobre o Orçamento Participativo 2012. As reuniões iniciam-se às 21:00 e têm a duração de 2 horas.

Os munícipes podem ainda participar até 30 de Outubro, através do endereço electrónico orcparticipativo@cm-amadora.pt.

O OP 2012 baseia-se num modelo consultivo de participação individual.

As acções do primeiro Orçamento Participativo lançado pela Câmara Municipal no ano passado estão a ser executadas. Algumas delas apenas estarão concluídas em 2012, pelo que será necessário ainda prever no próximo orçamento verbas para pagar os investimentos que não sejam finalizados até ao final do ano. Por isso, a verba a afectar ao OP 2012 cifra-se em 500.000 euros.

Os munícipes vão, de novo este ano, poder contribuir para a construção da cidade, apresentando propostas elegíveis ao orçamento municipal do próximo ano.

À semelhança do ano anterior, as acções a incluir nas Grandes Opções do Plano e Orçamento 2012 serão seleccionadas em função de critérios de relevância, contributo para o reforço da coesão social e territorial que constitui um objectivo estratégico de desenvolvimento do município e de racionalidade económica e financeira.

Calendarização das reuniões de trabalho nas Juntas de Freguesia

Mina: 13 de Outubro
São Brás: 20 de Outubro

_____
Fonte: Câmara Municipal da Amadora, 31-08-2011


Mais informações em:
Orçamento Participativo 2012

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Festas da Cidade 2011



Durante os meses de Setembro e Outubro, a Cidade acolhe diversas iniciativas de natureza cultural, desportiva e recreativa, para comemorar esta efeméride e que irão certamente agradar a quem vive ou visite o Município.

Destaque para os espectáculos musicais e de dança ao ar livre no Parque Central, com os Oquestrada, Fausto Bordalo Dias e Quorum Ballet. Sempre às 22:00, com entrada livre.

Os espectáculos dos Flor-de-Lis e do Teatro dos Aloés, ambos no palco dos Recreios da Amadora, bem como a Feira do Livro da Amadora e da Feirarte, no Parque Delfim Guimarães, são outras das apostas deste ano.

O Programa das Festas da Cidade deste ano conta ainda com diversas Feiras, actividades desportivas, exposições patentes nos espaços municipais, um “Peddy Paper”, visitas guiadas ao património local e muito mais.

O Dia do Alentejo (Cante Alentejano), o Festival de Bandas Filarmónicas, o Desfile de Fanfarras de Bombeiros e o Festival de Folclore, sem esquecer as cerimónias do Hastear da Bandeira e a Sessão Solene das Comemorações do Aniversário do Município da Amadora, são outros dos momentos altos das comemorações deste 32.º aniversário.

_____
Fonte: Câmara Municipal da Amadora, 24-08-2011


Mais informações em:
Programa das Festas da Cidade 2011

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Troca e extravio de correspondência

Olá!

Sou moradora em Vila Chã, e tenho tido problemas com a correspondência. Encomendas que não chegam e recebo correspondência trocada. Gostava de saber se também tem tido problemas destes.


____
Nota: e-mail enviado por Isabel Azevedo

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

O que acontece aos carros mal estacionados na Lituânia?

Na Lituânia, o presidente da Câmara usou um tanque de guerra para multar os carros mal estacionados.

Irritado com um Mercedes topo de gama que estacionou numa ciclovia, o presidente da Câmara Municipal de Vilnius, na Lituânia, tomou uma decisão radical: usou um tanque de guerra para passar por cima do automóvel.

Depois do susto, os habitantes da cidade suspiraram de alívio. A destruição do automóvel faz parte de uma campanha publicitária que visa incentivar o uso de bicicleta na Lituânia.

A campanha do presidente de Arturas Zuokas fez sucesso no país.


_____
Fonte: Económico, 03-08-2011

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Estradas de Portugal desmente portagens no IC19 ou na CRIL

O "Jornal de Negócios" noticiou nesta quarta-feira que a EP quer introduzir portagens em todos troços não portajados com características de auto-estrada , nas áreas metropolitanas e em itinerários principais (IP) e complementares (IC).

A notícia refere que vias como o IC19 ou a CRIL se encaixam nesse perfil, embora a EP se tenha escusado a comentar essa possibilidade. Na nota hoje enviada às redacções, a EP frisa que “qualquer referência adicional a vias específicas, designadamente o IC19 ou a CRIL, é pura especulação jornalística”.

A empresa diz ainda ter-se limitado a "enunciar o princípio geral de que todas as auto-estradas podem ser portajadas”, isto “em resposta a questões colocadas pelo jornal em causa".

Ao "Jornal de Negócios" a EP terá dito que introduzir portagens nessas vias permitiria aumentar “a sustentabilidade do modelo de financiamento rodoviário”.

Autarca da Amadora apreensivo

O presidente da Câmara da Amadora, Joaquim Raposo (PS), reagiu dizendo que esta possibilidade “não tem grande sentido”, mas que, a ser verdade, provocaria o caos no trânsito local da Amadora, já que os condutores procurariam alternativas à via paga. “Parece-me um verdadeiro disparate. Se querem acabar com a classe média baixa em Portugal esse seria o caminho”, disse o autarca à Lusa, adiantando que este assunto “é tão disparatado” que só avançará “se houver outros interesses por trás, como a privatização da Linha de Sintra”, que irá ter aumentar o número de utentes se esta solução for avante.

Já o presidente da Câmara de Sintra, Fernando Seara (PSD), recusou-se a fazer “comentários a estudos de empresas públicas”.

Para Filipe Santos (PSD), presidente da Junta de Rio de Mouro, em Sintra, “a população nunca iria aceitar” esta medida, muito menos depois dos aumentos, alguns deles na ordem dos 25 por cento, nas tarifas dos transportes públicos. Seria “a machadada final” na situação de muitas famílias de Sintra, disse à Lusa o presidente da Junta de Massamá, Pedro Matias (PSD).

O presidente da Associação de Cidadãos Automobilizados, Manuel João Ramos, considera a colocação de portagens nas vias rápidas uma “falha no contrato do Estado para com a sociedade”. “Vamos fomentar a economia com as obras públicas e fomentar a mobilidade e depois introduzem-se portagens? As portagens não faziam parte do contrato com os eleitores”, criticou em declarações à Lusa. “Há aqui uma situação de abuso extremo.”

_____
Fonte: Público, 03-08-2011

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Estacionamento abusivo

Após o e-mail de Hugo Ferreira, que apela a todos os vizinhos que denunciem actos "desadequados", outro vizinho inconformado também quis dar o seu testemunho. Desta vez, a denúncia surtiu rapidamente efeito e o problema ficou resolvido.


Bom dia,

Aproveito para dar conhecimento do email abaixo.

Concordo com o Hugo Ferreira, quando diz que devemos denunciar algumas situações. Neste caso resultou!

Cumprimentos.


-------------------------

E-mail enviado, em 04-07-2011, à empresa proprietária do veículo mal estacionado:

Exmos. Srs.

venho por este meio reportar-vos a seguinte situação, para a qual solicito a vossa intervenção.

Tenho reparado que uma das vossas viaturas encontra-se constantemente mal estacionada na urbanização onde resido (Urb. Casal Vila Chã – Amadora). Posso ainda adiantar que a viatura ficou estacionada, durante todo o fim-de-semana, neste mesmo sítio. Hoje lá continua ... Esta situação é inadmissível quando a escassos 20 metros existe um parque com bastantes lugares disponíveis.

Agradeço p.f. que tomem as diligências necessárias, junto do condutor da mesma, para que esta situação não se volte a repetir.

Obrigado.





-------------------------

Resposta da empresa, em 05-07-2011:

Exmo Sr(a),

Agradecemos o seu contacto e informação sobre o sucedido.
Iremos intervir para que tal não volte a acontecer.

Com os melhores cumprimentos,

Maria Sofia Abreu Lima.


____
Nota: e-mail enviado por moradorvilacha @hotmail.com

sábado, 30 de julho de 2011

Pilaretes nas passadeiras

Boa tarde.

Venho por este meio comunicar (caso não tenham reparado) que finalmente estão a ser colocados pilaretes nas passadeiras do bairro, evitando assim o estacionamento abusivo. É uma grande vitória para quem gosta de preservar o bairro em que vive.

Serve o presente email também para comunicar, que os pilaretes colocados na passadeira junto à rotunda (Praça Pedro Álvares Cabral, com respectiva foto em anexo) só permaneceram "intocados" durante 5 horas, até um dos moradores que vive por cima da Caixa Geral de Depósitos, que se faz deslocar numa scooter, e que faz a entrada na sua garagem pela dita passadeira em vez de subir o desnível que dá acesso à rampa de entrada (onde a respectiva scooter continua a conseguir transitar entre os pilaretes) decidir tentar tirar o pilarete do meio.

Com o objectivo de preservar o mobiliário urbanístico do nosso bairro e consequentemente a qualidade de vida que o mesmo nos proporciona, apelo a todos os habitantes de Vila-Chã para que qualquer situação de vandalismo seja comunicada imediatamente às autoridades competentes para que o culpado seja devidamente condenado pelos actos que cometeu.

Agradecia que publicassem esta mensagem no vosso Blog.

Cumprimentos e continuação do bom trabalho que têm desenvolvido em prol do nosso bairro.



____
Nota: e-mail enviado por Hugo Ferreira

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Gelados e companhia

Abriu recentemente na nossa urbanização um espaço diferente de todos os outros. A sua localização é na antiga Pastelaria Ribeirinho II, no lote 55 da Avenida Fernando Valle, onde podemos desfrutar de um espaço para todo o tipo de grupos, seja familiares, amigos e casais. Diferente, porque tem gelados de bola, crepes, waffles, mega tostas e baguetes das mais variadas formas, com os preços mais acessíveis. Convido-os desde já a visitar esta bela casa, com a garantia que valerá a pena. O horário de funcionamento é das 08:00 as 00:00.

____
Nota: e-mail enviado por Ana Marques

terça-feira, 26 de julho de 2011

Orçamento Participativo 2012

A Câmara Municipal vai prosseguir a sua política de aproximação aos cidadãos e promover o Orçamento Participativo 2012.

As acções do primeiro Orçamento Participativo lançado pela Câmara Municipal no ano passado estão a ser executadas. Algumas delas apenas estarão concluídas em 2012, pelo que será necessário ainda prever no próximo orçamento verbas para pagar os investimentos que não sejam finalizados até ao final do ano. Por isso, a verba a afectar ao OP 2012 cifra-se em 500.000 euros.

Os munícipes vão, de novo este ano, poder contribuir para a construção da cidade, apresentando propostas elegíveis ao orçamento municipal do próximo ano.

O OP 2012 baseia-se num modelo consultivo de participação individual, podendo os cidadãos participar entre 1 de Julho e 30 de Outubro através do endereço electrónico orcparticipativo@cm-amadora.pt e em reuniões de trabalho a terem lugar nas freguesias do concelho, cuja calendarização será oportunamente divulgada.

À semelhança do ano anterior, as acções a incluir nas Grandes Opções do Plano e Orçamento 2012 serão seleccionadas em função de critérios de relevância, contributo para o reforço da coesão social e territorial que constitui um objectivo estratégico de desenvolvimento do município e de racionalidade económica e financeira.

- Participe a partir de 1 de Julho e até 30 de Outubro utilizando o endereço electrónico orcparticipativo@cm-amadora.pt.

- Participe nas reuniões de trabalho nas Juntas de Freguesia entre 15 de Setembro e 30 de Outubro.

_____
Fonte: Câmara Municipal da Amadora, 01-07-2011

terça-feira, 19 de julho de 2011

Realojamento Sta Filomena

Na sequência do email recebido, vimos informar que, é politica desta Câmara Municipal, no que à habitação diz respeito, investir em programas alternativos ao arrendamento apoiado, nomeadamente, programas que incentivam as pessoas a procurar pelos seus meios alternativas habitacionais. É também politica desta Câmara Municipal não investir na construção de grandes empreendimentos para realojamento, preferindo apostar na aquisição de fogos dispersos ou na construção de edifícios "isolados" inseridos na malha urbana.

Quanto ao Casal de Santa Filomena, esse bairro tem constituído uma prioridade, ao nível dos Serviços de Habitação desta Câmara. Na realidade e no âmbito da execução do Programa Especial de Realojamento (Decreto-lei nº 163/93, de 7 de Maio e nº 271/03 de 28 de Outubro) no Casal de Santa Filomena, já foram resolvidos 342 situações (destas 212 correspondem a processos de exclusão de aceder a realojamento, por terem deixado de residir ou por possuírem alternativa habitacional), faltando resolver 215 situações.

Com os melhores cumprimentos.

Sónia Cristina Abreu


_____
Fonte: Blogue Serra das Brancas, 16-07-2011

segunda-feira, 4 de julho de 2011

PSP trava distúrbios com tiros

A PSP foi obrigada a reforçar o patrulhamento no bairro de Santa Filomena, na Amadora, ontem de madrugada, na sequência de distúrbios que envolveram troca de tiros entre moradores e rivais de outros bairros do concelho.

Moradores da avenida Pedro Álvares Cabral, junto ao bairro de Santa Filomena, chamaram a PSP pelas 23h30 de quinta-feira. "Foram ouvidos vários disparos", explicou ao CM uma fonte no local.

Fonte policial disse ao nosso jornal que um grupo de homens vindo de outros bairros da Amadora emboscou a tiro moradores do Santa Filomena, que responderam também com disparos.

Agentes da esquadra da Mina tomaram conta da ocorrência e não verificaram a presença de quaisquer feridos no local, tendo os desordeiros fugido. O patrulhamento foi reforçado em toda a área do Santa Filomena, até perto das 04h00 de ontem.

_____
Fonte: Correio da Manhã, 02-07-2011

Petição Encerramento das escadas do Bairro Sta Filomena - mais policiamento em Vila Chã-Amadora

Boa tarde vizinhos!

Hoje aderi ao face de Vila Chã e estive a ler alguns comentários e publicações que aqui se encontra, gostaria de vos pedir ajuda a uma situação que já se arrasta há alguns anos e cada vez mais se está a tornar extremamente grave e incontrolável.

Na Avª Pedro Álvares Cabral (frente ao Bairro), todos os dias somos vítimas de assaltos, apedrejamentos quer sejam aos carros que estão estacionados como até mesmo aos que vão circular, vandalismo puro e barato, desde de andarem por cima dos carros que se estão estacionados na rua, pedras arremessadas às varandas, etc, ou seja, uma autêntica “selva”. Chamamos a Polícia que pouco faz, pois não entram no bairro, já fui à esquadra pessoalmente, já fui a Câmara e todos me disseram que os moradores de Vila Chã têm que se unir caso contrario nada será feito como "a união faz a força".

Venho solicitar-vos que assinem uma petição pública para fecharem a escada do Bairro, pois desta forma deixam de ter acessibilidade à Avenida sendo esta escada para estes prevaricadores bastante útil visto que têm logo acesso aos becos não nos dando hipótese (por ser muito arriscado) de irmos atrás deles.

Subscreve a petição aqui http://www.peticaopublica.com/?pi=P2011N11983 e divulga-a pelos teus contactos.


____
Nota: e-mail enviado por Marisa Peneda

sábado, 2 de julho de 2011

Inscrições para as reuniões públicas da Câmara Municipal

A Câmara Municipal da Amadora informa os munícipes que pretendem inscrever-se pessoalmente nas reuniões públicas da Câmara Municipal, que devem dirigir-se, a partir de hoje, à seguinte morada:

Urbanização Villa Park
R. Ernesto Melo Antunes, n.º 8, 6.º A
Venteira - 2700-003

Relembramos que as inscrições podem ainda ser feitas por telefone e correio electrónico.

_____
Fonte: Câmara Municipal da Amadora, 27-06-2011


Mais informações em:
Como participar nas reuniões públicas da Câmara Municipal
Boas Práticas para a intervenção dos Munícipes

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Assembleia Freguesia São Brás : Assuntos de Vila Chã

Caros moradores de Vila Chã,

Como representante do Bloco de Esquerda na Assembleia de Junta de São Brás venho desta forma pedir um esclarecimento a todos vós que se mostram interessados pelo local onde vivem e é de louvar a iniciativa do blog que criaram (http://vila-cha.blogspot.com/) Como sabem parte de Vila Chã é da responsabilidade da Junta de Freguesia de São Brás, como tal pretendo demonstrar a disponibilidade do Bloco de Esquerda para intervir activamente não só nas assembleias de freguesia mas também junto do executivo da Junta de forma a que as vossas sugestões e reclamações sejam ouvidas nesse espaço se se justificarem.

A criação do blog é uma enorme mais-valia para exercer a democracia activa no local onde habitamos e o qual queremos salvaguardar tornando-o melhor. No entanto as sessões da Assembleia de Freguesia são públicas podendo os fregueses intervir e como tal incentivo-os a fazê-lo de forma a que os responsáveis conheçam os vossos problemas e necessidades, não só através dos deputados eleitos para a Assembleia mas também directamente pelos fregueses.

No relatório trimestral de actividades referente ao 1º trimestre de 2011 da Junta de Freguesia de São Brás são mencionados 3 pontos referentes a Vila Chã :

a) Reforço da rede de Contentores, Eco-Pontos e Moloks na Urbanização de Vila Chã;
b) Desratização, desbaratização e desinfestação na Urbanização da Boba, Vila Palma e Urbanização Vila Chã;
c) Colocação de pináculos em lugares de estacionamento crítico e abusivo - Av. Carlos César, Av. Canto e Castro, Urbanização de Vila Chã.

Em relação ao ponto a) vejo que é algo que foi largamente mencionado no vosso blog como tal gostaria de saber se estão satisfeitos com o trabalho executado pela Junta ou se ainda existe falta deste tipo de equipamentos na parte da urbanização referente a São Brás.

Penso que será necessário, visto que a urbanização é da responsabilidade da Junta de São Brás e da Junta da Mina, haver uma maior cooperação entre as mesmas de forma a conseguir responder eficaz e eficientemente às vossas preocupações, logo irei endereçar um pedido à Junta de São Brás nesse sentido sabendo se existe ou não essa preocupação do executivo.

Para qualquer outro assunto estarei sempre à vossa disposição defendendo os interesses e preocupações dos que vivem em Vila Chã bem como todos os outros fregueses de São Brás.

Cumprimentos,
Sérgio Silva
Bloco de Esquerda


____
Nota: e-mail enviado por Sérgio Silva

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Metro da Reboleira avança a bom ritmo

As obras de construção do prolongamento da Linha Azul do Metro até à Reboleira estão a avançar a bom ritmo, devendo entrar em funcionamento no último trimestre de 2012.

A ligação entre a actual estação Amadora-Este e a futura estação Amadora-Sul (Reboleira) insere-se na estratégia de reforço da intermodalidade com a ferrovia e assegurará a ligação da Linha Azul com a linha de comboios de Sintra na nova estação intermodal da Reboleira.

A futura estação de metro da Reboleira (Amadora-Sul) compreende a construção de uma galeria dupla de cerca de duzentos metros, um término de 280 metros e uma estação com cais de cem metros de comprimento de 'interface' com a actual estação de comboios da Reboleira, na linha de caminhos-de-ferro de Sintra. (...)

_____
Fonte: Câmara Municipal da Amadora, 20-06-2011

segunda-feira, 20 de junho de 2011

1º Mercado Agrobio da Amadora

Vai ter lugar na próxima quarta-feira, dia 22 de Junho, o 1.º Mercado Agrobio da Amadora. Numa parceria entre a Câmara Municipal da Amadora e a Agrobio – Associação Portuguesa de Agricultura Biológica, o mercado vai realizar-se todas as quartas-feiras, das 16 às 20 horas, no Parque Delfim Guimarães.

Naquele espaço vai ser possível comprar alimentos cultivados em solos equilibrados por fertilizantes naturais, que possuem maior teor em vitaminas, minerais, hidratos de carbono e proteínas, contribuindo para uma alimentação mais saudável.

_____
Fonte: Câmara Municipal da Amadora, 20-06-2011

sábado, 11 de junho de 2011

Direito ao descanso noturno

Sou moradora do Casal de Vila Chã há mais de um ano. Desde essa altura que me deparo com um problema relacionado com o barulho provocado pelo Caffé Vinyl, na Avª Fernando Valle. Raramente adormeço antes das 03 horas da manhã. O proprietário já foi chamado à atenção inúmeras vezes. Para além do ruído defrontamo-nos com o cheiro a tabaco nas nossas casas. Não sabemos o que mais fazer. Será que em outros Lotes existirem problemas semelhantes? Não terá chegado a altura de exigirmos a qualidade de vida a que temos direito?

____
Nota: e-mail enviado por Irene Lages

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Vergonha em tons de verde mato VI

Caros residentes na Urbanização Vila Chã

Apesar de ter havido limpeza em alguns dos espaços verdes constata-se que, tal como alguém escreveu e bem, foi uma palmadinha nas costas a ver se o assunto cai no esquecimento.

Sugiro, tal como já fiz, que os residentes liguem para o telefone do urbanizador a ver se, deste modo, a atitude muda e sejam retomados os trabalhos de limpeza. Todos unidos talvez consigamos que o urbanizador tenha em consideração os nossos direitos.

Maria José Aleixo


____
Nota: e-mail enviado por Maria José Aleixo, em 29-05-2011


Mais informações em:
Vergonha em tons de verde mato V

domingo, 5 de junho de 2011

Eleições Legislativas 2011: Resultados

Município da Amadora

Município da Amadora | Comparação 2009-2011

Freguesia da Mina

Freguesia da Mina | Comparação 2009-2011

Freguesia de São Brás

Freguesia de São Brás - Comparação 2009-2011

_____
Fonte: Legislativas 2011 - Resultados

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Hoje é o Dia Mundial dos Vizinhos: Como lidar com vizinhos incómodos

Estratégias infalíveis para pro mover a paz no seu prédio

Se não quer ou não tem hipóteses de mudar de casa, aprenda pelo menos a lidar com cada um deles:

O metálico
Ouve música pela noite fora, a «alto e bom som». Em primeiro lugar, certifique-se que não é um acontecimento isolado.

Por exemplo, uma festa para inaugurar a casa provavelmente não se repete. Se o barulho é um problema crónico fale directamente com ele. Se não resultar ou preferir manter-se incógnita pode sempre fazer uma chamada anónima para a polícia.

O esquisito
Fala sozinho e age de um modo estranho. Apesar de achar uma certa graça ao seu vizinho psycho deve tratá-lo com cuidado. Nunca se sabe quando ele vai agir de forma irracional.

Ao iniciar uma conversa sobre um problema mantenha-se numa posição neutra. Escolha cuidadosamente as palavras para não parecer agressiva e evite que a sua presença seja encarada como uma ameaça.

O prestável
Age como se fosse mais íntima do que você deseja. Oferece-lhe bolos caseiros e quer ajudá-la em tudo o que faz. Tente ser amável.

Este tipo de vizinhança é geralmente bem intencionada. Diga-lhe que aprecia tudo o que faz por si mas que se sente mal por não poder retribuir da mesma forma. Se não resultar, diga-lhe que agradece a ajuda mas que cabe à sua filha fazê-lo, para começar a assumir responsabilidades.

Em último caso há sempre o clássico (mas difícil) «não, obrigada», sem mais explicações.

O dono do cão
Deixa o cão passear livremente pelo bairro sem se preocupar onde ele vai à «casa-de-banho» e não levando um saco de plástico.

Em vez de adoptar uma posição de ataque, mostre-lhe como é desconfortável para si abordar este tema, focando o problema no comportamento do cão e não no do dono.

O solidário
Está sempre a pedir-lhe que assine uma petição ou que se junte a uma causa. Infelizmente, o único tempo que você tem para salvar o mundo é entre as 21h15 e as 21h30 e, geralmente, aproveita- o para descansar.

Colabore apenas se quiser. Caso contrário, diga apenas «gostava de poder ajudar, mas infelizmente não posso. Obrigada.» Se preferir diga-lhe que já se comprometeu com outras causas e que o budget destinado ao voluntariado para este ano, já está destinado.

_____
Fonte: Sapo, 26-05-2011

quinta-feira, 26 de maio de 2011

terça-feira, 24 de maio de 2011

Equipamentos danificados e sem resolução

Boa tarde,

Estou a reportar uma situação ocorrida há pelo menos duas semanas e sobre a qual tenho-me questionado o porquê da CÂmara da Amadora não proceder à necessária rectificação.

Trata-se de um poste de iluminação localizado na Rua Humberto Madeira que muito provavelmente terá levado com um condutor mais distraído. Situação que dá que pensar, pois trata-se de uma zona praticamente de acessos a garagens e como tal de velocidade reduzida.

Ora bem, o que considero ainda mais grave é o facto do poste não apresentar condições de segurança visíveis á distância, parecendo que se está a aguardar que o mesmo resolva desistir de estar na vertical e decida cair ou em cima de um carro ou de alguém menos afortunado. Nem quero imaginar.

Será que a Câmara não tem conhecimento desta situação? Bom se assim é, leva-me a crer que os elementos da PSP destacados para as rondas em Vila Chã, têm não só instrução para fazer vista grossa ao estacionamento abusivo como também à falta de segurança dos equipamentos. Não creio que seja a situação.

Mas existe na urbanização, um outro exemplo de um poste de iluminação que não vingou. Deste apenas resta um pedaço de metal retorcido e dobrado sobre o pavimento e ao tempo que assim está.

Ora não é isto que queremos em Vila Chã, nem é por isto que pagamos.

Os espaços, as estruturas os equipamentos têm de ser mantidos.

Faço seguir imagens.

JM




____
Nota: e-mail enviado por Jorge Madeira

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Movimento desafia cidadãos a fotografar dejectos caninos para acabar com a praga

Um grupo de moradores da freguesia de Belém lançou uma campanha contra os dejectos caninos nas ruas e jardins de Lisboa.

"Alguma vez pisou um "presente" num passeio ou num jardim? Teve de submeter-se à agradável tarefa de limpar cocó de cão dos seus sapatos ou dos seus filhos? Gostava de ter uma cidade mais limpa e civilizada?", perguntam os activistas do projecto No Sh!t Report na respectiva páginacriada na rede social Facebook.

Para sensibilizar consciências, o designer Guilherme Almeida Ribeiro criou um logótipo que todos os que quiserem poderão imprimir e colocar nos locais assolados pelo problema. "No primeiro dia tencionamos colocar uma única placa com a sinalética em determinado jardim. Depois aumentaremos gradualmente o número de placas até o jardim ficar pejado delas e isso se tornar incomodativo", descreve um dos fundadores do movimento, João Rosa.

A ideia passa também por reunir, durante os próximos três meses, o maior número possível de fotos de dejectos caninos, com o objectivo de compor uma tela gigante, a afixar depois na fachada de um edifício da capital. Além da página no Facebook, o movimento criou um site (http://noshitreport.org). "Isto não é uma campanha anticães", frisa João Rosa, que também está ligado a outro movimento cívico, o Plantar Uma árvore. "O objectivo é chamar a atenção para um problema antigo que, em Lisboa, nunca foi resolvido de forma definitiva. E não pode haver um polícia atrás de cada dono de cada cão." O movimento aceita fotografias de outras cidades, mas pede aos autores que a identifiquem com uma legenda. (...)

_____
Fonte: Público, 17-04-2011

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Estacionam​ento abusivo e excesso de velocidade

Boa noite,

Não me lembro de ter partilhado com o blog o mail que enviei no dia 19-11-2010, para as entidades abaixo, relativamente ao estacionamento abusivo e excesso de velocidade que se verifica em Vila Chã.


gab.presidencia@cm-amadora.pt
jfsbras.amadora@netcabo.pt
jfmina@jf-mina.pt
gab.ver.goliveira@cm-amadora.pt

Vem no seguimento do último contributo do Hugo Sousa...

-------------------------

Exmos. Senhores,

É com grande tristeza minha que assisto todos os dias a situações de comodismo, falta de civismo e respeito dos automobilistas um pouco por todo o lado. Mais triste fico quando o mesmo acontece na Urbanização que escolhi para morar - Vila Chã - pelo que gostaria de partilhar convosco as seguintes situações:

1º - A memória da minha máquina fotográfica não é suficiente para registar um só dia do comportamento dos automobilistas que, pelos mais diversos motivos, decidem estacionar os seus carros em locais inapropriados quando a escassos metros existem lugares de estacionamento disponíveis! Em anexo envio algumas situações que registei e que são mais do que suficientes para justificar a colocação de pinos nas rampas de acesso às passadeiras e passeios que são destinados apenas à circulação dos peões.

2º - Quando os Exmos. Senhores decidiram colocar semáforos na Urbanização para controlar a circulação dos automobilistas e diminuir os acidentes que aqui ocorriam, foram efectuadas algumas exposições ao Sr. Vereador Gabriel de Oliveira sobre os excessos de velocidade que continuavam (e continuam) a verificar-se na Av. Fernando Valle. Uma das respostas que obtivemos do Sr. Vereador, desajustada e algo contraditória, encontra-se transcrita no email em anexo - ao qual nunca obtive qualquer resposta!

Já passou um ano e nada foi feito! A verdade é que, com ou sem semáforos, os excessos de velocidade continuam a verificar-se nesta Urbanização Residencial. O descanso que o Sr. Vereador defende, e bem, é neste caso um direito que nos está a ser "roubado" todos os dias. Contraditório, não? Não consigo compreender que tenha sido colocado este tipo de lombas na Estrada da Serra da Mina (p. ex.), entre S. Brás e Serra da Mina (onde simplesmente não mora ninguém) e que nesta Urbanização Residencial não exista uma única! Já para não falar que existem duas escolas, que estão separadas da Urb. pela Av. António Ribeiro Chiado, que não tem qualquer semaforização e que é utilizada diariamente pelos automobilistas para fugir aos semáforos da Avenida Fernando Valle!

Uma vez que a mentalidade das pessoas é difícil de mudar e que as autoridades de segurança pública são passivas e não dão o exemplo, resta-me recorrer a V.Ex.as. para que sejam tomadas as medidas necessárias para evitar que estas situações continuem a verificar-se.

Encontro-me disponível para qualquer esclarecimento adicional,

Atenciosamente.






-------------------------

Resposta do Gab. Vereador Gabriel Oliveira, em 27-12-2010:

Exmos. Senhores,

Em referência aos e-mails infra, informa-se que relativamente ao excesso de velocidade, compete a cada condutor respeitar os limites de velocidade estabelecidos na Lei e à PSP fiscalizar o seu cumprimento. Não obstante, com vista a minimizar estas práticas, a Câmara Municipal da Amadora implementou nos vários cruzamentos da Urbanização um sistema semafórico.

Os melhores cumprimentos,


-------------------------

Perante tal resposta, falta de respeito e sensibilidade, pergunto-me: O que é que esta gente anda lá a fazer!?!?

Brevemente irei voltar a reportar esta e outras situações. Espero que, em conjunto, consigamos mudar qualquer coisa.

Cumprimentos.


____
Nota: e-mail enviado por moradorvilacha@hotmail.com

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Falta de civismo ao efectuar estacionamento de viaturas em cima dos passeios II

Um tema para reflectir e sucessivamente comentado por muitos vizinhos...

No seguimento do e-mail enviado pelo nosso vizinho Hugo Sousa à Junta de Freguesia da Mina em 14-12-2009, é apresentada a correspondência que se seguiu.



-------------------------

Resposta do Presidente da Junta de Freguesia da Mina em 18-12-2009:

Em resposta ao seu mail, enviado a esta Junta de Freguesia Mina, quero agradecer a sua preocupação no que diz respeito à falta de civismo no estacionamento, mas quero lembra-lo que a Rua que identificou, fica na área geográfica da Freguesia de São Brás, no entanto a entidade que coordena o estacionamento é a C.M.A.

Aproveito para enviar os meus cumprimentos e desejar um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo.

O Presidente

Joaquim Rocha


-------------------------

Nova tentativa de Hugo Sousa em 29-05-2010:

Boa tarde,

No seguimento do email abaixo e do respectivo conteúdo exposto solicito que procedam às diligências que considerarem necessárias, uma vez que o problema persiste.

Assistiu-se na semana passada a um senhora que circulava numa cadeira de rodas e que teve uma vez que o passeio estava ocupado com viaturas estacionadas teve de se deslocar para a estrada para conseguir chegar ao fundo da rua. Verificou-se um risco acrescido quando saiu um carro saiu de uma das garagens e teve de travar subitamente apercebendo-se que por pouco não atropelava a senhora na cadeira de rodas.

Assisti ainda ao cumulo de pessoas saírem a pé de uma garagem, abrindo o portão com o respectivo comando, para se darem ao descabimento de entrar para o carro que estava estacionado em cima do passeio mesmo em frente ao portão da garagem. Porque não estacionar o carro dentro da respectiva garagem?!?

Desta forma solicitamos que se possível sejam colocados "pilaretes" de modo a impedir o estacionamento de carros em cima do passeio nos locais assinalados na imagem em anexo - Conforme poderão verificar o local situa-se entre as traseiras da Av. Carlos César e as traseiras da Av. Canto e Castro.

Grato pela atenção dispensada e certo que tomaram as medidas necessárias de modo a garantir a segurança de todos os cidadãos, despeço-me com os melhores cumprimentos,

Hugo Sousa




-------------------------

Mais um e-mail, desta vez enviado para a Junta de Freguesia de São Brás em 08-05-2011:

Boa tarde,

Já tiveram oportunidade de analisar esta situação?

Com a construção de novos prédios a situação tem vindo a tornar-se insuportável.

Certo dia a PSP, distribuiu multas por todas as viaturas estacionadas em cima do passeio à semelhança do que pode ser observado nas fotografias e nos 2 dias seguintes o estacionamento diminuiu, no entanto a falta de civismo aparenta ter memória curta e depressa voltou ao habitual já que a PSP não tem este tipo de acção diariamente.

É possível que seja implementado o que foi inicialmente por mim sugerido, nomeadamente a colocação de pilaretes no local de modo a evitar o estacionamento desenfreado em cima dos passeios, havendo estacionamento disponível a pouco mais de meia dúzia de metros?

Penso que se fosse possível as pessoas levavam os carros para dentro dos patamares dos próprios prédios... infelizmente acho que não cabem na porta...

PS: E temos nós garagens... imaginem se não houvesse. É comum ver as pessoas deixar o carro no passeio e entrar a pé pela porta da garagem (ridículo).

Desde já obrigado,

Cumprimentos,
Hugo Sousa


____
Nota: compilação de e-mails enviados por Hugo Sousa em 08-05-2011


Mais informações em:
Falta de civismo ao efectuar estacionamento de viaturas em cima dos passeios

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Vergonha em tons de verde mato V

Caros residentes na Urbanização Vila Chã

No seguimento do assunto sobre a degradação dos espaços verdes nesta urbanização consegui hoje, 11/05/2011, ligação com o telefone do urbanizador (que, segundo me foi dito, tinha estado avariado devido à queda de granizo) e obtive a informação de que já tinha sido dada ordem para retomarem os trabalhos de limpeza dos espaços verdes. Estaremos, certamente, atentos à concretização da tão esperada limpeza.

Maria José Aleixo


____
Nota: e-mail enviado por Maria José Aleixo


Mais informações em:
Vergonha em tons de verde mato III

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Vergonha em tons de verde mato IV

E-mail enviado para Junta de Freguesia de São Brás em 08-05-2011:

Boa tarde,

Venho por este meio questionar o motivo pelo qual desde o inicio deste ano deixaram de efectuar a manutenção e tratamento dos jardins na Urb. Vila Chã, nomeadamente nas traseiras da Av. Carlos César e Av. Canto e Castro. Este jardim tem erva pela altura da cintura, a relva secou em alguns pontos uma veja que a rega também deixou de ser efectuada (até então era feita diariamente e à noite). Eu próprio já me deparei com uma cobra que se com pouco mais de um metro que se enfiou neste matagal.

É lamentável que enquanto existem vários prédios à venda o tratamento destes jardins é assegurado com brio e dedicação mas que assim que a maioria das casas se encontra vendida depressa caiem no abandono.

Em anexo envio foto do local a que me refiro e que se encontra assinalado a amarelo, e a azul indico espaços em que as árvores que ali deveriam de existir simplesmente não existem.

Apelo ao vosso bom senso para que esta situação seja resolvida quanto antes e não apenas nas vésperas de eleições.

Desde já obrigado,

Cumprimentos,
Hugo Sousa





-------------------------

E-mail enviado para Junta de Freguesia de São Brás em 16-05-2011:

Boa tarde,

Apesar de não terem respondido ao email anteriormente enviado e apesar de ter constatado com alguma satisfação que este fim de semana decorreram trabalhos de ajardinamento na urbanização, é de lamentar que os canteiros onde estão as árvores não tenham sido tratados, sendo que a erva tem mais de um metro de altura.

Mais importante é ainda o facto de o sistema de rega dos jardins permanecer desactivado. Até ao final do ano passado o sistema era activado automaticamente todas as noites e agora está permanentemente desligado o que está a levar a que a relva dos jardins esteja a ficar completamente seca.

Apelo a que se resolva quer o sistema de rega quer o problema da relva nos canteiros das árvores.

Desde já obrigado pela vossa atenção, aguardo uma resposta vossa.

Cumprimentos,
Hugo Sousa


-------------------------

Resposta do Presidente da Junta de Freguesia de São Brás em 06-06-2011:

Por incumbência do Sr. Presidente

Vimos por este meio informar V. Exa. que já entrámos em contacto com os serviços competentes da Câmara Municipal da Amadora, de forma a tomarem as diligências necessárias à resolução dos assuntos expostos, visto serem os responsáveis pela manutenção da Urbanização de Vila Chã, uma vez que a limpeza da zona ainda não foi descentralizada para a nossa autarquia

Sem outro assunto de momento

Maria do Céu
123/2011


-------------------------

Nova tentativa de Hugo Sousa, desta vez e-mail enviado para espacos.verdes@cm-amadora.pt, em 09-06-2011:

Boa tarde,

No seguimento da minha participação à junta de freguesia de S. Brás, cujo presidente me informou (conforme email abaixo) que é a C.M.A. a responsável pela manutenção da Urbanização de Vila Chã, uma vez que a limpeza da zona ainda não foi descentralizada para a nossa autarquia, venho por este meio apelar para que o sistema de rega desta urbanização seja novamente reactivado, uma vez que desde o inicio do ano que o mesmo deixou de funcionar.

Ainda hoje estiveram presentes funcionários de modo a assegurar o corte de ervas daninhas existentes, no entanto todo este esforço será em vão se não for urgentemente reactivado o sistema de rega dos jardins.

Apelo ainda para que sejam colocadas as árvores que estão em falta (estando os respectivos canteiros vazios), nos locais indicados a azul na foto em anexo.


____
Nota: e-mail enviado por Hugo Sousa

domingo, 1 de maio de 2011

Vergonha em tons de verde mato III

Caros residentes na Urbanização Vila Chã,

Quando vim residir nesta urbanização, que na minha opinião é uma das mais bonitas ultimamente construídas na Amadora, era com agrado que via que os espaços verdes eram limpos regularmente. Já repararam que há imenso tempo que os canteiros estão votados ao abandono com as ervas daninhas qualquer dia maiores que as árvores? Já não chega o terreno que dizem ser para construir a esquadra(?) estar também cheio de mato. Parece que os espaços verde qualquer dia vão estar mudados para amarelo.....quando vier o calor!! Que fazer?

(...) Já agora agradecia que, se os residentes na urbanização estiverem de acordo, porque não fazer uma reclamação junto do urbanizador? Segundo informação da Câmara Municipal da Amadora os arranjos dos espaços verdes ainda são da responsabilidade do urbanizador e mesmo quando passar para a câmara terão de estar arranjados. Dá um aspecto degradante a um sítio onde todos os que aqui residem investiram e não foi pouco.

Obrigado
Maria José


____
Nota: e-mail enviado por Maria José

terça-feira, 26 de abril de 2011

Antenas de radiocomun​icações em Vila Chã

Caro Blog,

Antes de mais os meus parabéns pela iniciativa e principalmente por a ter conseguido manter ao longo destes anos. O mais difícil não é começar algo mas mantê-lo em actividade. A informação constante do blog é relevante e colocada de forma simples e acessível.

Sou morador recente em Vila Chã e também usei o blog para melhor me aperceber das mais valias e menos valias da urbanização.

Quanto ao assunto que me leva a escrever, refira-se que há cerca de 3 semanas foram montadas antenas de radiocomunicações, vulgo antenas de telemóveis, no cimo do lote 50, facto que me deixou apreensivo por um lado e desiludido por outro. Qualquer antena é fonte de radiações e é fácil perceber que a potência com que estas são emitidas próximo da origem é muito elevada e a longo prazo poderão não ser inócuas. Quem morar próximo, como é o meu caso, receberá diariamente valores de radiação que outros cidadãos receberão em semanas ou mesmo meses. O acumular da exposição ao longos dos meses e anos vindouros terá implicações que ninguém pode a 100% afirmar como não trazendo consequências para a saúde. Quanto aos próprios moradores do prédio, terão consciência do que fazem a eles próprios?

Fiquei também desiludido com a situação pois não esperava que quer a Câmara da Amadora quer os próprios moradores aceitassem uma estrutura esteticamente feia e que salta à vista de forma tão agressiva. Tenho reparado que vão surgindo as alterações em prédios e que, se individualmente não chocam por ai além, em conjunto começam a causar verdadeiramente impacto. Se muitas delas acredito que não tenham sido alvo de pedido de autorização à Câmara, a instalação de antenas de radiocomunicações certamente por lá passou. O que terá levado a câmara a autorizar a instalação destas visto que parece em geral preservar a uniformidade e qualidade da urbanização?

Se puder por o assunto em discussão no blog agradecia. Esperemos que se possa demover outros condomínios de avançar para tais soluções.

Com os meus melhores cumprimentos,

Nuno Lopes.

P.S.: Face ao visto, quem diria o adágio popular "a saúde não tem preço"?


____
Nota: e-mail enviado por Nuno Lopes


Mais informações em:
Instalação de antena de telemóvel

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Espaços Verdes: a quem reclamar?

Câmara Municipal da Amadora
Gabriel Oliveira (Vereador com o pelouro dos Espaços Verdes)
gab.ver.goliveira@cm-amadora.pt


Junta de Freguesia da Mina
Joaquim Marques Rocha (Presidente da Junta de Freguesia)
joaquim.rocha@jf-mina.pt


Junta de Freguesia de São Brás
Amílcar Gonçalves Martins (Presidente da Junta de Freguesia)
amilcargmartins@gmail.com


Urbanizador do Loteamento
Moinho de Vila Chã - Actividades Imobiliárias, Lda
contactos aqui

Vergonha em tons de verde mato II

Boa tarde,

Enquanto moradora na Vila Chã tenho vindo a notar um desleixe em relação aos espaços verdes, sei que antigamente, por esta altura vinham equipas da Câmara Municipal tratar e limpar as áreas (substituindo plantas mortas, arrancando ervas daninhas etc), neste momento tudo parece estar ao abandono, poderá dizer-me se tal se encontra sob a alçada da Câmara, Junta ou ainda dos construtores? Pretendo fazer apelo junto de quem de direito para que as áreas sejam tratadas.

Cumps,

Cátia Ruela.








____
Nota: e-mail enviado por Cátia Ruela. Fotografias de José Simões.

sábado, 16 de abril de 2011

Vergonha em tons de verde mato

Boa tarde,

Gostava de alertar os moradores para o seguinte: já repararam que a relva e os jardins já não têm rega automática? A relva está a secar e a aparecerem ervas daninhas. Uma das mais valia que o nosso bairro tinha e que em breve ficará com um estado de abandono. Ninguém sabe de quem é a responsabilidade de tratar dos jardins? Será que é a nossa freguesia que não cumpre? Bem acima de nós os Moinhos da Funcheira estão bem bonitos porque alguém trata dos jardins. Será que nem os construtores se preocupam com a imagem das zonas envolventes para poderem vender os seus andares??? Eu escolhi viver aqui, e quando vejo as coisas a deteriorarem-se dá-me raiva porque ao princípio o bairro não era isto. Ficaremos calados????











____
Nota: e-mail enviado por José Simões