Colabore com o blogue

A partilha de informações e novidades são uma óptima forma de conhecermos melhor o local onde vivemos. Se tiver interesse em colaborar com o blogue, por favor envie as suas mensagens para o nosso contacto.
Para conseguirmos ter o que comprámos, é dever de todos os vizinhos zelar pelo cumprimento do plano de urbanização do Casal de Vila Chã e a correcção de erros já detectados.

Acompanhe os comentários a Promessas por cumprir.

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Exigida a saída de comandante da PSP/Amadora

O Sindicato Nacional da Polícia (Sinapol) entregou ontem à Direcção Nacional da PSP um pedido de exoneração do comandante da Divisão da PSP da Amadora. Em causa, "o sentido negativo" com que o subintendente António Manuel Pereira comanda a divisão, "através de medidas irracionais e incompreensíveis" que limitam a actuação dos agentes no terreno, que "estão proibidos de entrar com viatura policial nos bairros ditos problemáticos e mesmo de realização de operações nas suas imediações".

Segundo o sindicato, alguns moradores "com processos-crime" chegam a telefonar directamente para o telemóvel do comandante, "vitimizando-se face à actuação policial e fazendo crer que existe um excesso de violência por parte do dispositivo policial". A solução, diz Rui Carvalho, vice-presidente do Sinapol, "é sempre a mesma, contenção, sair dos bairros e das imediações, proteger essencialmente as viaturas policiais, menosprezando a protecção individual dos agentes". Isto, acrescentam, num concelho com uma especificidade muito própria, na zona da Grande Lisboa, "onde a criminalidade é constante e não com picos como os registados em Setúbal ou Sacavém".

O Sinapol recorda que a "falta de uma operacionalidade visível de prevenção e repressão à delinquência sob todas as suas formas" tem levado a falhas, fazendo com que António Manuel Pereira seja "o único comandante ao nível nacional a registar três mortes de agentes policiais durante o exercício das suas funções", referindo-se aos polícias mortos na Cova da Moura e Bairro D. Filomena.

O DN tentou obter uma reacção junto da Direcção Nacional da PSP, mas a instituição recusou-se a comentar o assunto.

_____
Fonte: Diário de Notícias, 08-01-2010

4 comentários:

LMVS71 disse...

Boa noite,
Concordo plenamente com o pedido.
Na Amadora a psp só passeia de carro pelas principais arterias da cidade.
Entrar nos bairros problemáticos, fazer-se representar na via publica trasmitindo segurança aos cidadãos e impondo o respeito pelo cumprimento da lei é mentira... O Sr. comandante não autoriza.
A unica vez que se vê policia é quando são atacados a tiro pelos "indios" do costume nos locais de sempre.

Paulo Costa disse...

Permita-me discordar ironicamente dessa ultima frase no que respeita á nossa urbanização. Vejo-os muitas vezes a serem chamados por causa de um "salão de chá taberna com pouco stress" e a aparecerem. Muitas mesmo...

Se podiam fazer mais patrulhas, podiam. Se podiam ser mais interventivos e presentes, sim. O problema é a falta de meios humanos e logísticos, aliado á total desmotivação visível nas nossas forças policiais. Um agente da autoridade que tenha o azar de balear um criminoso, normalmente acaba preso e a indemnizar, e o outro na TVI em horário nobre. É também uma questão de mentalidade. Se prende é porque prende, se não prende é porque não prende...

pietro disse...

Alguem me consegue fornecer uma foto desse tal comandande da PSP da Amadora? Sei que parece estranho o pedido mas é muito importante.... obrigado.

pedrof_fontex@hotmail.com

Anónimo disse...

PARA
Senhor Pedro Fonte
Conviduo a vir no dia 18 de Setembro de 2010, ao Parque Aventura na Amadora ao ínicio do ano escolar e ora bem... aí tera o Sr.º em questão mais a sua Sr.ª Maria...


pedrof_fontex@hotmail.com