Colabore com o blogue

A partilha de informações e novidades são uma óptima forma de conhecermos melhor o local onde vivemos. Se tiver interesse em colaborar com o blogue, por favor envie as suas mensagens para o nosso contacto.
Para conseguirmos ter o que comprámos, é dever de todos os vizinhos zelar pelo cumprimento do plano de urbanização do Casal de Vila Chã e a correcção de erros já detectados.

Acompanhe os comentários a Promessas por cumprir.

sábado, 24 de janeiro de 2015

A minha caca é do meu dono

Caros residentes na Urbanização Vila Chã

Tenho constatado que são imensos os dejetos dos cães que os donos passeiam na nossa urbanização, tanto nas zonas de relva (onde já vi uma criança sujar os pés) como nos passeios. Nada tenho contra os cães pois eu própria já tive um e quando o passeava levava um saco de plástico para apanhar o cócó respetivo e deitá-lo no lixo. Vejo algumas pessoas fazê-lo mas a ter em conta a quantidade de dejetos que se encontram, muitos mais deviam fazê-lo. A nossa urbanização é bonita, bem estruturada e com agradáveis espaços verdes devendo, portanto e na minha opinião ser mantida limpa.

Sem outro assunto.

Maria Pereira


____
Nota: e-mail enviado por Maria Pereira

9 comentários:

Anónimo disse...

Concordo PLENAMENTE consigo!

Carla Bandeira disse...

Eu não tenho cão mas a mim faz-me mais confusão ver os cães fechados em varandas a ladrar o dia todo, do que o coco na rua. Concordo de todo que o coco seja apanhado e também vejo muitos vizinhos que não apanham mas infelizmente não há nenhum funcionário municipal que controle isso.

Anónimo disse...

Já coloquei os dejetos de um dos cães na caixa de correio dos donos.
Façam isso a quem saibam onde mora (que foi o meu caso) com uma pequena nota:
"Este foi o primeiro aviso. O próximo é uma multa da policia municipal através da foto ou video juntamente com a denuncia que farei se não voltar a apanhar os dejectos do seu animal de estimação."
Nunca mais vi fazer o mesmo.

Anónimo disse...

O funcionario munipal não é pago para andar a vigiar as pessoas que têm cães e que são porcas

Carla Bandeira disse...

Deixe lá que há muitos funcionários municipais que são pagos e não fazem nada o dia todo.

Anónimo disse...

Na realidade vão-se vendo alguns dejetos de cães pela urbanização, mas atendendo à numerosa população de canideos nesta urbanização, cada animal a evacuar pelo menos 2 vezes dia, se a grande maioria do donos não tivesse o cuidado de apanhar os dejetos, as ruas estariam repletas de sujidade.
Exemplo deste cuidado dos donos, é verificado nos pequenos caixotes de lixo que frequentemente estão a transbordar de sacos com os dejetos dos anjmais e que não são despejados com a frequência que seria expectável.

Anónimo disse...

Sou dono de um Cão, e posso dizer que as coisas estão muito piores.

A relva de hà uns meses para cá está cheia de dejetos de cão, o que é uma vergonha.

Tenho vergonha da falta de civimos das pessoas, que acham que não devem dobrar os joelhos para apanhar as "coisas" dos seus câes.

Tenham vergonha, e respeitem quem quer usufruir dos espaços verdes para brincar com os seus filhos, ou até mesmo ler um livro num dia quente de verão.

Anónimo disse...

Quando chegar o verão já devem ser poucos os espaços verdes nesta uurbanização. O desbaste, porque não se trata de poda, de pequenos e grandes arbustos, de plantas, todos saudáveis que existiam nos canteiros, estão a desaparecer gradualmente, e quanto aos espaços ditos "verdes" porque trata-se de vegetação aparada e não de relva, está também a desaparecer dando lugar a terra ou areia, que também de uma forma gradual e discreta está a conquistar o que outrora era verde.

Anónimo disse...

É verdade, os canteiros de relva estão a desasparecer gradualmente. Assim já não faz mal os cocós dos cães. Afinal os outrora espaços verdes, agora são cada vez mais espaços de terra e cocó, estará a autarquia interessada no "adubo" canino?